Crédito

Tenho cartões de crédito, posso cancelá-los?

Os cartões de crédito podem representar mais uma despesa no orçamento mensal. Por isso, se tem um, ou mais, saiba se pode cancelá-los e como.

Crédito

Tenho cartões de crédito, posso cancelá-los?

Os cartões de crédito podem representar mais uma despesa no orçamento mensal. Por isso, se tem um, ou mais, saiba se pode cancelá-los e como.

Muitos portugueses recorrem ao cartão de crédito para conseguirem, de uma forma rápida e eficaz, fazer compras mensais ou pagamentos parcelados de uma compra maior. Mas não só. Existe também quem procure ter um cartão de crédito em jeito de rede ou "conforto emocional" para o caso de se deparar com uma situação de extrema necessidade.

Por outro lado, o cartão de crédito também pode ser um produto obrigatório de alguns bancos para quem procura fazer um crédito habitação.  

Seja ele qual for o motivo, saiba que sim, é possível cancelar um cartão de crédito. 

Leia ainda: Tem cartão de crédito? Saiba como funciona e quais os cuidados a ter

Como posso cancelar um cartão de crédito? 

Para cancelar um cartão de crédito não precisa que os motivos sejam apenas: perda, roubo ou extravio do mesmo. Tem igualmente o direito de cancelar o cartão se simplesmente não o quiser ter ou não precisar do mesmo.

4 fatores que revelam se é o momento de transferir o seu crédito habitação
Ler mais

No entanto, o cancelamento de um cartão de crédito pode variar consoante as condições que constam do seu contrato. Por exemplo, imagine que pretende cancelar um cartão de crédito que está associado ao seu crédito habitação. Saiba que esta decisão pode vir a impactar nas restantes condições do seu contrato, nomeadamente no spread.  

Para evitar surpresas, verifique todas as informações e as condições que constam no seu contrato, nomeadamente os procedimentos e os prazos de pré-aviso para denunciar o contrato. 

Depois de analisar os seus direitos e deveres, pode cancelar o seu cartão de crédito diretamente com a respetiva entidade, seja presencialmente ou via contacto telefónico. Nalguns casos, também é possível fazê-lo online, através das respetivas apps (aplicações) ou do homebanking.  

E se tiver uma ainda tiver dívidas associadas ao meu cartão de crédito?  

Cancelar um cartão de crédito não é sinónimo de cancelar a dívida que tenha para com a entidade (se ela existir). Ou seja, mesmo que cancele o seu cartão, vai ter de continuar a liquidar qualquer crédito que tenha, bem como os pagamentos que tenham sido realizados com o mesmo, sejam eles parcelados ou não.  

Porém, tenha atenção, já que segundo o Banco de Portugal, “os prestadores de serviços de pagamento não podem cobrar encargos aos consumidores e às microempresas pela denúncia do contrato de utilização de cartão” e “em caso de denúncia do contrato, os encargos que são regularmente cobrados são devidos na parte proporcional ao período decorrido até ao termo do contrato". 

Mas, suponhamos que foi vítima de fraude ou roubo. Em princípio, tem de pagar os montantes indevidamente movimentados até um máximo de 50 euros. Poderá, contudo, ser chamado a pagar um montante superior em situações de atuação fraudulenta, de incumprimento deliberado das suas obrigações ou de negligência grosseira. No entanto, existem cartões com seguros que o protegem de utilização indevida, reduzindo os encargos que pode vir a ter num destes cenários.  

Porque devo cancelar o meu cartão de crédito?  

Para além de motivos como roubo, fraude ou perda, o cartão de crédito também pode vir a influenciar negativamente o seu orçamento familiar.

Apesar de o cartão de crédito poder ser amigo da poupança quando bem utilizado, a verdade é que também pode ser um inimigo. Isto porque també é um meio rápido e fácil de obter financiamento no momento, seja para um produto ou serviço. 

Uma vez que estes créditos têm uma duração mais curta, as taxas de juro tendem a ser mais altas, logo, o valor da prestação mensal também. E estas taxas podem subir ainda mais se forem ultrapassados os prazos de pagamento.

Como utilizar o crédito consolidado para acabar com as suas dívidas
Ler mais

Quando as despesas já são muitas, a taxa de esforço aumenta e existe uma maior probabilidade de não conseguir cumprir os seus compromissos financeiros. Existem famílias que acabam por contrair mais créditos para pagar aqueles que já têm, criando assim uma bola de neve e aumentando o risco de entrarem em sobre-endividamento ou incumprimento. Se este é o seu caso, e antes de contrair novos créditos, procure ajuda e uma solução junto da sua instituição ou de um intermediário de crédito.  

Em suma, para cortar prestações e encargos, deve evitar os cartões de crédito. Mas, se ainda assim quiser manter algum dos seus cartões de crédito, certifique-se se existem melhores condições no mercado para o seu caso ou tente renegociar as suas atuais condições junto da entidade financeira.  

Leia ainda: Saiba como gerir melhor os seus cartões de crédito

E se precisar novamente de um cartão de crédito?  

Se precisar novamente de ter um cartão de crédito, pode sempre pedir um novo. No entanto, é importante que compare várias propostas, a fim de perceber que instituição lhe oferece as melhores condições.  

Deve comparar taxas e verificar qual o cartão de crédito que apresenta a melhor para si. Analise o valor da TAEG e não da TAN, porque a primeira é que reflete o custo real do crédito, dado que engloba impostos e anuidades. Quanto mais baixa for a TAEG, menos pagará. 

Leia ainda: TAN e TAEG: Quais as diferenças?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

3 comentários em “Tenho cartões de crédito, posso cancelá-los?
Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.