Paula Fernandes é perfeccionista, organizada, amiga do seu amigo e também a responsável pela equipa de Formalização no Departamento de Crédito Habitação do Doutor Finanças. Conheça o que faz e quais as melhores dicas de poupança que tem para si. 

Apaixonada pelos amigos e pela suas raízes, todos os dia trabalha com dedicação para proporcionar a melhor experiência ao cliente no momento da concretização de um sonho que a compra de uma casa muitas vezes representa.  Paula Fernandes é a entrevistada da rubrica “Perfil do Doutor” de Setembro. Fique a conhecê-la e saiba como vive os ensinamentos do Doutor Finanças. 

 

Compete-nos fazer o esforço necessário para educar a nossa “vida financeira”. Quanto às dicas, temos todos de seguir os ensinamentos do Doutor Finanças e colocar em prática. Esse tem sido também o meu caminho.

Quem é a Paula Fernandes?

Quem sou Eu? Acho que sou um pouco de cada pessoa que conheci, de cada momento que vivi. O que mais valorizo no mundo são os amigos e o meu trabalho.

Tenho várias paixões, mas, como qualquer um, também possuo imperfeições. Dizem que tenho um coração grande, mas é bem mais fácil perceber quem é “o outro”, seja ele um familiar, um amigo, um colega, do que nós mesmos.

Gosto de desafios, sou organizada e perfeccionista, com um pouco de orgulho à mistura. Por vezes controladora, notoriamente no campo profissional.

Sou amiga do meu amigo. Sou uma pessoa emotiva. Uma apaixonada pelas minhas raízes e pelo alto Minho. Nas horas vagas, tento estar com amigos e família ou fazer algo que me faça feliz no momento.

O que faz / qual é o seu trabalho na equipa do Doutor Finanças?

Sou responsável pela equipa de Formalização no Departamento de Crédito Habitação. Enquanto Supervisora desta equipa, para além da gestão e coordenação que a própria função determina, compete-me acompanhar o trabalho desenvolvido por todos proporcionando a utilização de ferramentas adequadas bem como a partilha de conhecimentos, alcançando maior crescimento, resultando assim em melhores resultados e maior motivação.

Ainda no âmbito da supervisão estou muito atenta ao acompanhamento dado aos nossos clientes. A concretização, muitas vezes de um sonho, que é a compra de uma casa, traz à mistura muita ansiedade. É uma fase demasiado burocrática e que carece de uma atenção redobrada com o cliente, com um serviço de excelência.

Qual é a melhor parte do seu trabalho?

É uma pergunta difícil para quem Ama o que faz, ainda mais quando sentimos dia após dia o nosso trabalho reconhecido. Não tem preço!

Põe em prática os ensinamentos do Doutor Finanças na sua própria vida financeira? Qual é a dica ou prática financeira da qual não abdica na sua vida pessoal?

A minha integração na equipa Doutor Finanças acrescentou não só conhecimento, mas também novos hábitos. O caminho parece-nos sempre longo, mas a meta é um fim alcançável.

Compete-nos fazer o esforço necessário para educar a nossa “vida financeira”. Quanto às dicas, temos todos de seguir os ensinamentos do Doutor Finanças e colocar em prática. Esse tem sido também o meu caminho.

Qual é o seu pior defeito a gerir dinheiro e que gostaria de melhorar?

Impulsiva. Se formos ponderados conseguimos gerir melhor a nossa carteira. Há que definir limites com base no nosso orçamento familiar.

Partilhe a sua melhor dica de poupança com os leitores do Doutor Finanças.

A utilização de uma ferramenta de gestão simples pode ser tudo o que precisamos para começar. Com o Boonzi é bem mais fácil conseguirmos fazer uma poupança mensal, como se de uma prestação fixa se tratasse, é igualmente uma boa solução de poupança.

 

Nesta rubrica, todos os meses lhe apresentamos um membro da equipa do Doutor Finanças. Aproveite e relembre a primeira entrevista, com a Consultora Maria Gabriel Costa.