Investimentos

Dezembro: Fim de um ciclo positivo para as carteiras de investimento

2021 foi marcado por ganhos nos mercados. As incertezas voltaram a marcar algum ritmo, mas o ano revelou-se positivo para os investidores.

Investimentos

Dezembro: Fim de um ciclo positivo para as carteiras de investimento

2021 foi marcado por ganhos nos mercados. As incertezas voltaram a marcar algum ritmo, mas o ano revelou-se positivo para os investidores.

O mês de dezembro encerrou um ano positivo nos mercados financeiros. No que respeita às carteiras Doutor Finanças, o saldo final do ano (que começou em março) é igualmente muito positivo.

Construção de carteiras

Optámos pela construção de duas carteiras com perfis diferentes, um mais moderado e outro mais dinâmico.

Evolução económica: Temas relevantes a ter em conta em 2022
Ler mais

Ao longo do percurso fomos analisando a carteira, esmiuçando os fatores que tiveram influência (positiva ou negativa) nos diferentes períodos. Num certo momento fizemos uma alteração nas carteiras, tornando-as mais protegidas, tendo em conta o contexto que estávamos ( e estamos) a atravessar, mas também para explicar que a performance da própria carteira pode e deve ter influência na nossa gestão.

A isto chama-se estratégia, que não é mais do que o caminho que queremos seguir num dado momento, analisando todo o contexto macro que influencia a nossa carteira, mas também a vertente micro que caracteriza as nossas opções, objetivos e expetativas.

Leia ainda: Para investir é preciso ter muito dinheiro?

Dezembro em retrospetiva

O mês que terminou foi marcado por alguma volatilidade e por uma menor liquidez, o que é normal tendo em conta que em dezembro temos períodos em que os mercados encerram, para celebrar o Natal e o Ano Novo. Por norma, (especialmente) a última semana do ano é caracterizada por um menor volume de transações que caracterizamos como menor liquidez.

O que continuou a “guiar” os investidores foram os temas que temos abordado com frequência, como a inflação e o posicionamento dos Bancos Centrais face a este indicador que começa a ser encarado como um fenómeno permanente e não transitório. A antecipação da normalização da política monetária voltou a ser abordada na reunião de dezembro da Reserva Federal Americana (FED), sendo que os mercados estão a descontar uma tomada de decisão mais rápida do que a anunciada pela FED.

Leia ainda: Investimentos: Por detrás do óbvio…

Classe de obrigações

Este facto, acabou por ser determinante para a performance das nossas carteiras e dos ativos financeiros no geral. O segmento obrigacionista foi mais penalizado, sobretudo as obrigações estatais, descontando a mais que provável subida das taxas de juro ao longo do ano de 2022. Neste segmento, as obrigações indexadas à inflação (inflation linked) acabaram por conferir uma boa proteção à carteira e à exposição a esta classe de ativos.

Segmento accionista

No segmento acionista, apesar das constantes oscilações ao longo do mês, o sentimento continuou a ser positivo. Os EUA continuaram a liderar, com os seus principais índices a encerrarem em máximos de sempre. Ao longo do último ano, os índices bateram 70 vezes o máximo histórico, o que demonstra a força e o sentimento que os investidores atravessam.

Os mercados emergentes, em especial a China, voltaram a contribuir negativamente para a performance da carteira.

Tendo em conta os fatores atrás referidos, a carteira moderada apresentou uma desvalorização de -0,22% no mês de dezembro, sendo que a carteira dinâmica valorizou 0,36%. De março a dezembro, a carteira moderada valorizou 8,66% e a carteira dinâmica teve uma performance de 8,16%.

Leia ainda: 4 regras para escolher o melhor intermediário de bolsa

Desempenho da carteira com perfil moderado

Composição e desempenho dos ativos que compõem a carteira de investimento com perfil moderado.
Nota: As rendibilidades apresentadas não têm em consideração custos e impostos, designadamente comissões de custódia e custos de transação. As rendibilidades líquidas seriam sempre inferiores às rendibilidades brutas apresentadas.

A composição da carteira com perfil moderado

Desempenho da carteira com perfil dinâmico

Composição e desempenho dos ativos que compõem a carteira de investimento com perfil dinâmico.
Nota: As rendibilidades apresentadas não têm em consideração custos e impostos, designadamente comissões de custódia e custos de transação. As rendibilidades líquidas seriam sempre inferiores às rendibilidades brutas apresentadas.

A composição da carteira com perfil dinâmico

Prudência

Como sempre, gostamos de realçar e reforçar a prudência que devemos ter na abordagem ao investimento. Os mercados são feitos de ciclos.

A forma como os Bancos Centrais inundaram as economias de dinheiro, permitiu que tudo pareça fácil e que exista apenas uma direção. A principal questão será perceber o que pode suceder quando existir a normalização das políticas monetárias (subidas de taxas de juro e fim dos programas de compras de ativos por parte dos Bancos Centrais), tanto para os mercados financeiros (mais propriamente acionistas), como para a economia real, que está alicerçada num nível de endividamento nunca antes visto.

Leia ainda: Riscos nos investimentos: O exemplo Chinês

Balanços mensais

Desde março, altura da "constituição" das carteiras de investimento que temos acompanhado a evolução dos ativos de forma regular. Todos os meses mostramos qual a evolução e explicamos o que condicionou a negociação. Leia (ou releia) os textos que fomos publicando, que ajudam a perceber melhor as dinâmicas do mercado.

Evolução mensal das carteiras
Ver todos

Assumimos um compromisso

Da nossa parte iremos continuar a analisar o contexto macroeconómico e a acompanhar as nossas carteiras com decisões lógicas, fundamentadas e racionais, sem entrar em euforias. Para nós é importante saber explicar o motivo pelo qual as nossas carteiras sobem ou descem, até porque investir não é um jogo!

Leia ainda: O risco de “jogar” e não investir: As duas faces da medalha

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.