Finanças pessoais

Os seus pais não poupam? Fale com eles sobre finanças pessoais

Nunca é tarde para aumentar a literacia financeira. Neste artigo, reunimos 10 dicas para ajudá-lo a passar boas práticas aos seus pais.

Finanças pessoais

Os seus pais não poupam? Fale com eles sobre finanças pessoais

Nunca é tarde para aumentar a literacia financeira. Neste artigo, reunimos 10 dicas para ajudá-lo a passar boas práticas aos seus pais.

Quando a missão é trabalhar a literacia financeira, nomeadamente a relevância da poupança, é inegável o papel central que os pais têm junto dos seus filhos. No entanto, um dia mais tarde os papéis podem, e devem, inverter-se e serem os filhos a ajudarem os seus pais nos temas financeiros.

Assim sendo, se está a viver esta fase da sua vida e para que os seus pais possam ter, em termos financeiros, uma reforma o mais confortável possível, reunimos 10 dicas para ajudá-lo a colocar o foco na poupança.

Antes de mais, é fundamental ter a noção que os seus pais podem apresentar alguma resistência às sugestões apresentadas. Portanto, o ideal é explicar-lhes cada uma das propostas evidenciando, sempre que possível, os benefícios que podem obter, sem nunca impor uma mudança que não desejem ou estejam, de alguma forma, reticentes.

Elaborar um orçamento familiar

Se quer ajudar os seus pais a melhorarem a sua saúde financeira, o primeiro passo deve ser a elaboração de um orçamento familiar. Junte-se aos seus pais e prepare com eles um mapa onde constem todos os rendimentos auferidos e despesas efetuadas durante um mês. 

Em seguida, assinalem as despesas que são essenciais, como por exemplo alimentação, água e electricidade e as que não são essências, como viagens, refeições fora, entre outras.

Com este mapa vão conseguir perceber onde podem poupar algum dinheiro no final do mês, nomeadamente cortando nas despesas não essenciais.

Leia ainda: 5 Questões a ter em conta para a reforma

Preparar a reforma

Se os seus pais ainda não o fizerem, é fundamental que os ajude a preparar a reforma. Contar apenas com a prestação que vão receber da Segurança Social pode não ser suficiente para manter o nível de vida que têm atualmente, principalmente se não tiverem poupanças.

Com o objetivo de precaver essa situação, partilhe algumas soluções, nomeadamente um Plano de Poupança Reforma (PPR) sem risco de capital. Estes pode ser o mais aconselhável tendo em conta que já estarão próximo da daída da vida ativa.

Não se esqueça, que a constituição e reforço de PPR têm benefícios fiscais. Por exemplo, se os seus pais tiverem entre 35 e 50 anos, podem deduzir até 350 euros, pressupondo que aplicam 1.750 euros. Aplicando 1.500 euros, se eles tiverem mais de 50 anos, podem deduzir até 300 euros.

Os seus pais têm dívidas?

Os seus pais têm crédito habitação? Veja com eles se podem encontrar melhores condições noutra instituição financeira. E se assim for, transfira o crédito. Muitas instituições financeiras fazem campanhas em que os clientes não têm qualquer custo com a transferência do crédito habitação. Em matéria de crédito habitação, o Doutor Finanças pode ajuda-lo a encontrar as melhores soluções e a poupar milhares de euros.

Se os seus pais tiverem vários créditos, a solução para poupar pode passar pela consolidação dos mesmos. O objetivo é ficarem com um único crédito, o que se torna mais vantajoso porque reduz os encargos.

Leia ainda: Dicas para gerir créditos e poupar

Comissões bancárias

Os seus pais pagam demasiado pela comissão de manutenção de conta? O ideal é converterem a sua conta bancária numa conta de Serviços Mínimos Bancários. Com esta conta têm acesso a serviços bancários básicos, como transferências, cartões, débitos diretos, levantamentos, etc, mas a um custo mais reduzido. Com esta alteração os seus pais ficam apenas a pagar 4,43 euros por ano.

A Conta de Serviços Mínimos Bancários é uma conta normal, que pode ter associado outro tipo de produtos, como por exemplo um crédito habitação. Os bancos não podem recusar a abertura ou a conversão da conta dos seus pais para esta.

O único aspeto que têm que ter atenção é que para usufruir desta conta, os seus pais só podem ser titulares de uma única no sistema bancário português, ou seja, só podem ter esta conta.

Rever os produtos em que os seus pais aplicaram o dinheiro

Se os seus pais são conservadores e não gostam de correr riscos, possivelmente tem as suas poupanças aplicadas num depósito a prazo tradicional. O que significa que estão a perder dinheiro, uma vez que as taxas de juros dos depósitos estão em mínimos históricos.

Juntos, estudem e analisem outros destinos para o seu investimento. Existem soluções de capital garantido com taxas de juro um poupo mais elevadas, como por exemplo os seguros de capitalização e os certificados do tesouro.

ecran de TV desfocado com vários serviços streaming. Mão aponta o comando para a TV

Poupar nas telecomunicações

Os seus pais contrataram já há algum tempo um serviço de telecomunicações e nunca verificaram se existe um serviço com melhores condições? Então, podem estar a perder dinheiro. Peça orçamentos em todas as operadoras. Verifique se os seus pais precisam efetivamente de todos os serviços que atualmente têm contratados.

Se encontrar melhores condições numa outra operadora e os seus pais não forem clientes fidelizados, devem ponderar fazer a alteração do serviço.

Cartão do idoso

Vários municípios atribuem a pessoas idosas e com poucos recursos o cartão do idoso. Este cartão dá acesso a um conjunto de benefícios, por exemplo entradas grátis em piscinas, atividades culturais ou descontos em compras, como medicamentos, tratamentos médicos, entre outros.

Vá com os seus pais à Camara Municipal do concelho de residência e informem-se sobre as condições de acesso. Por norma para pedir o cartão é necessário apresentar o documento de identificação, comprovativos de rendimento e de residência.

Leia ainda: Devo continuar a poupar na reforma?

Poupar nas compras

Sensibilize os seus pais para a importância de, na hora de ir às compras, conseguir fazer as escolhas mais acertadas para a sua saúde, mas também para a sua carteira. Assim, incentive-os a comprar em saldos ou quando os produtos estão em promoção. Se não se tratarem de produtos perecíveis podem comprar em quantidade e guardarem.

Aconselhe os seus pais a aderirem aos cartões de fidelização das lojas e supermercados onde fazem as suas compras, pois, por norma, dão acesso a promoções exclusivas.

Pondere ainda incentivá-los a comprar produtos de marca branca. São produtos de qualidade, mas vendidos a preços mais baixos do que os produtos de marcas mais conhecidas.

Poupar na água e na eletricidade

A água e a eletricidade são duas despesas essenciais, contudo, os seus pais podem adotar alguns comportamentos que podem ajudá-los a poupar no final do mês, como por exemplo:

  • Fechar a torneira enquanto escovam os dentes;
  • Tomar banhos curtos e fecharem a torneira enquanto se ensaboam e colocam shampoo;
  • Colocar uma garrafa de água dentro ao autoclismo, pois desta forma o mesmo não enche na totalidade;
  • Utilizar a máquina de lavar roupa apenas quando conseguem enche-la na totalidade;
  • Desligar as luzes nas divisões onde não se encontra ninguém;
  • Não deixar aparelhos electrónicos em stand by, desligá-los;
  • Utilizar lâmpadas económicas.

Plano de saúde

Com o avançar da idade é natural que os problemas de saúde comecem a surgir. Para que os seus pais tenham acesso a prestadores de saúde privados a um custo mais reduzido, pode ser vantajoso terem um plano de saúde.

Nos planos de saúde, por norma, não existem limites de idade nem períodos de carência. A desvantagem dos planos é que a rede de prestadores pode não ser muito abrangente. Consulte a oferta que existe atualmente no mercado, analise bem as condições antes de avançar com a contratação.

Leia ainda: Posso continuar a trabalhar na reforma?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.