A formação faz parte do percurso profissional de cada trabalhador. Saiba como pode ter esta mais-valia na sua carreira sem pôr em risco a sua vida financeira.

O mercado de trabalho é cada vez mais competitivo. Os trabalhadores têm cada vez mais formação e, por isso, é difícil destacar-se dos restantes candidatos quando responde a uma proposta de emprego. Esta é a principal dificuldade de quem procura emprego: fazer com que o seu CV se destaque dos outros na primeira fase de avaliação.

Geralmente, os recrutadores valorizam dois aspetos: a sua experiência profissional e a sua formação académica e profissional.

O facto do candidato continuar a investir na sua formação, ao longo da carreira, mostra ao recrutador o empenho e dedicação que certamente gostará de ver num futuro funcionário. Para além disso, ao investir na formação está a reciclar e a acrescentar conhecimentos que lhe poderão ser muito úteis no futuro.

No entanto, e especialmente quando se está em situação de desemprego, nem sempre é fácil reservar uma fatia do orçamento familiar para frequentar cursos e workshops. Ainda assim, existem algumas opções que lhe permitem investir na formação sem gastar muito dinheiro. O Doutor Finanças traz-lhe cinco sugestões para enriquecer o seu CV, sem derrapar no orçamento familiar:

Cursos gratuitos online

A primeira solução é, tal como o nome indica, gratuita. Existem várias opções de escolas totalmente online que disponibilizam cursos gratuitos e pagos. Geralmente, os cursos gratuitos são de menor duração, ou níveis de entrada para cursos mais completos (como, por exemplo, cursos de nível 1 de línguas estrangeiras com a possibilidade de transitar para o nível seguinte, sendo que este já é pago). São exemplos de boas fontes de cursos gratuitos:

LinkedIn Learning

Na escola virtual do LinkedIn, pode encontrar desde cursos de Marketing a cursos de Desenvolvimento de Software. As lições são dadas em vídeo e o aluno tem acesso a conteúdos programáticos, exercícios e uma área de trabalho onde pode consultar os cursos em que está inscrito e o grau de progresso de cada um. Os formadores são selecionados pela equipa do LinkedIn para leccionar cada curso e os conteúdos são todos em Inglês. O primeiro mês na plataforma é gratuito.

Udemy

A plataforma Udemy funciona como um marketplace de formação, ou seja, um local onde formadores e formandos se encontram para desenvolver competências. A Udemy apenas disponibiliza as ferramentas para que os formadores possam apresentar os seus cursos, não se responsabilizando pelo conteúdo dos mesmos.

Por isso mesmo, é aconselhável que, antes de se inscrever num determinado curso, consulte as avaliações dos anteriores formandos. A oferta é ampla: pode aprender a costurar, desenvolver uma língua estrangeira ou renovar os seus conhecimentos de contabilidade. A maioria dos cursos disponibilizados são em Inglês ou Português do Brasil e é possível encontrar cursos gratuitos e pagos.

Coursera

A plataforma Coursera disponibiliza cursos leccionados por formadores de universidades e instituições de ensino em todo o mundo.

Os cursos disponibilizados são maioritariamente em Inglês, embora já seja possível encontrar algumas opções em castelhano e em português. A maioria dos cursos são pagos, no entanto, é possível usufruir de um período experimental gratuito de 7 dias.

Cursos presenciais

Formação do IEFP

Se está desempregado, as ações de formação do Instituto do Emprego e Formação Profissional podem ser uma excelente alternativa para enriquecer o seu CV e adquirir novas competências. No site do IEFP pode consultar as ofertas de formação disponíveis, bem como a localização, condições de inscrição e respetiva carga horária. Pode também fazer uma pré-inscrição (precisando, para tal, de criar um registo no site) ou, em alternativa, pode dirigir-se ao balcão de atendimento da sua zona de residência para se inscrever.

Cursos e Workshops das Juntas de Freguesia

É muito frequente, hoje em dia, que as Juntas de Freguesia e outras entidades de poder local disponibilizem cursos e workshops para os seus eleitores, gratuitos ou com um custo simbólico. A oferta vai desde artes manuais a competências informáticas e pode abranger todas as idades. A melhor forma de se manter a par dos cursos e workshops oferecidos pela Junta de Freguesia da sua zona de residência é consultando o website da mesma (se existir), os jornais da região e os locais onde possam ser afixados cartazes com este tipo de informação (balcões de atendimento, bibliotecas, etc.).

Crédito para Formação Universitária

Se sonha concluir uma licenciatura, mestrado ou doutoramento, mas não tem como pagar as propinas, saiba que existe uma solução. A maioria dos bancos e das instituições bancárias disponibiliza empréstimos para formação universitária. Muitos deles cobrem não apenas o investimento em propinas, mas também as despesas com equipamento informático, material de leitura, fotocópias, etc.

Na maioria dos casos, estes empréstimos têm um prazo máximo de 10 anos, podendo ter uma taxa variável consoante o aproveitamento escolar.

As principais vantagens dos empréstimos à formação, em comparação com os empréstimos para fins pessoais, são:

  • A possibilidade de escolher entre taxa fixa e variável;
  • A possibilidade de pagar o capital após a conclusão do curso, pagando apenas os juros durante a frequência;
  • Os prazos de reembolso alargados.

Algumas instituições de ensino têm protocolos pré-definidos com bancos, o que torna o processo mais célere e pode mesmo trazer algumas vantagens, pelo que aconselhamos que se informe junto da instituição de ensino do seu interesse.

Leia mais: Crédito Universitário: o que precisa de saber

Bolsas de Estudo

A Direção Geral do Ensino Superior disponibiliza bolsas de estudo para estudantes inscritos em licenciaturas, mestrados e cursos técnicos leccionados por instituições de ensino públicas, tais como Universidades e Institutos Politécnicos.

Estas bolsas visam apoiar o estudante nos gastos inerentes à frequência académica e estão sujeitas a candidatura, que é feita de forma anual.

Agora que já conhece estas 5 alternativas para investir na sua formação com o mínimo custo, está na hora de arregaçar as mangas e escolher a área em que pretende apostar. E não precisa de escolher apenas temáticas relacionadas com a sua área de trabalho? Sabe aquela máquina de costura que está a ganhar pó no armário, as telas que sempre sonhou preencher ou o seu desejo secreto de escrever um livro?

Hoje em dia, encontra ofertas de formação para todas estas áreas e muito mais! Decida qual o formato que mais se adequa ao seu estilo de vida (cursos intensivos, e-learning, workshops, licenciatura, mestrado ou outro tipo de formação) e invista o seu tempo.

Verá que compensa!