Carreira e Negócios

Como mudar de carreira durante uma crise financeira

Está descontente com a sua carreira? Conheça os fatores a ter em conta antes de mudar de carreira durante uma crise.

Lídia Dias Lídia Dias , 14 Julho 2020

Com o regresso a uma nova normalidade após o confinamento, é possível começar a antever a crise financeira que a pandemia de Covid-19 provocou. Lay-off, despedimentos, muitos negócios que continuam parados… Continue a ler e saiba como mudar de carreira durante uma crise financeira.

Muitos planos ficarão para trás, depois de a Covid-19 ter entrado nas nossas vidas e mudado por completo o nosso dia a dia. É natural que, se estava descontente com o rumo da sua carreira e tinha planos para a mudar, tenha agora receio de levar a cabo esta mudança. No entanto, mudar de carreira durante uma crise financeira não é impossível

Para muitos, infelizmente, o despedimento ou o lay-off será o pontapé de partida para esta mudança. Mas, em alguns casos, a mudança dá-se por motivos alheios à pandemia: descontentamento com as condições de trabalho, estagnação, falta de incentivos à progressão, entre outros. 

Mudar de carreira pode ser assustador. A incerteza traz-nos desconforto e, à medida que o tempo avança, tendemos a evitar este desconforto. Se, aos vinte anos, medimos responsabilidades e perspetivas de futuro quase na mesma balança, à medida que vamos envelhecendo vamos somando outros parâmetros para medir, como a renda da casa, a chegada dos filhos, a reforma, as condicionantes da idade no mercado de trabalho.

Uma crise financeira torna ainda mais assustador dar o salto para mudar de carreira. E se falharmos? E se corre tudo mal? Estarei a fazer bem, ao trocar o certo pelo incerto? Conheça os principais fatores a ter em conta para mudar de carreira durante uma crise financeira.

homem de fato azul a segurar uma pasta em pele

A motivação para mudar de carreira e as oportunidades internas

Antes de mais, é importante analisar o que motiva a mudança. O motivo de insatisfação pode ser removido sem implicar uma mudança de carreira ou de organização? Se quer mudar porque está descontente com as suas funções, experimente falar com a sua chefia. Demonstre-lhe as suas ambições, fale sobre o que gostaria de fazer. Se a sua empresa tem por hábito comunicar internamente as novas vagas, esteja atento às oportunidades que surgem. 

Desta forma, poderá conseguir uma mudança, sem trocar a estabilidade e a experiência que adquiriu ao longo dos anos, na organização. Esta mudança traz uma vantagem: já conhece a organização, os colegas, os chefes e os procedimentos. Não terá de se adaptar a um novo ambiente, por isso a transição será mais fluída e rápida.

O estado e o futuro do sector

Se a mudança de carreira envolve uma mudança de sector, é importante avaliar o futuro do mesmo. Os períodos de crise afetam mais uns setores do que outros. Setores como o imobiliário, o turismo e a restauração podem, no futuro, vir a sofrer o maior impacto. Por outro lado, há sectores que podem beneficiar com a crise.

Estudar as empresas também é importante para poder tomar uma decisão informada. Se tiver uma proposta de uma empresa, procure saber mais sobre o passado da empresa e a forma como a mesma lidou com outras crises. Em entrevista, não tenha medo de perguntar sobre a estratégia a médio e longo prazo da empresa: esta atitude demonstra interesse e pode ajudá-lo a tomar uma decisão.

profissional de saude com um estetoscópio à volta do pescoço

A almofada financeira e o orçamento pessoal

Uma mudança de emprego é sempre mais fácil quando temos uma almofada financeira para nos dar segurança. Agora, mais do que nunca, é importante saber fazer um orçamento para as finanças pessoais e rentabilizar o seu dinheiro. Caso tome a decisão de mudar de carreira, analisar as responsabilidades financeiras que tem de cumprir mensalmente (gastos com água, luz, telecomunicações, etc.) e encontrar oportunidades de poupança irá ajudar a mitigar o medo da incerteza.

Se tem créditos, aproveite também para analisar as vantagens de liquidação (se tiver poupanças reservadas que o permitam) ou da consolidação de créditos. Conseguir criar uma almofada financeira pode ser o estímulo necessário para lhe dar a confiança para mudar de carreira durante a crise.

Mudar de carreira, apesar da incerteza

Independentemente dos fatores mencionados, haverá sempre uma percentagem de incerteza. É impossível controlarmos por completo o nosso futuro. Um acidente, uma mudança de vida inesperada ou, como na situação atual, uma pandemia podem mudar a nossa vida, de um dia para o outro.

Acautele as suas finanças e invista no conhecimento e desenvolvimento pessoal!

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)