Se está a pensar em comprar uma casa que já foi habitada, não se precipite na decisão. Mesmo que esteja com alguma pressa em se mudar – e essa tenha sido a razão pela qual optou pela compra de uma casa usada, em vez de construir – há alguns fatores que deve ponderar.

Ao comprar uma casa usada, terá de primeiro perceber se o imóvel corresponde as suas necessidades atuais e se poderá também ser usado para necessidades futuras.

A construção, que não foi acompanhada por si, e a utilização dos antigos moradores definem o estado atual de uma casa. Assim, quando define um valor para o seu crédito habitação, deverá considerar possíveis necessidades de obras.

Neste artigo, apresentamos-lhe os aspetos que não lhe devem passar ao lado no momento da decisão.

Construção

Procure o máximo de informação sobre a construção do imóvel: a data, a existência ou não algum tipo de embargamento e quais as razões, se houve intervenções posteriores e quais. Tudo isto é-lhe útil para analisar o estado atual do espaço e a viabilidade de fazer, posteriormente, alterações ao seu gosto. É importante saber, por exemplo, quais as paredes-mestras de determinada construção (caso queira fazer uma remodelação, não pode derrubar estas divisórias).

Aspetos técnicos

Verifique se há algum sinal de humidade, rachas ou manchas amareladas nas paredes e nos tetos. Estes podem denunciar problemas de infiltrações que, com toda a certeza, vai querer notar antes de comprar a casa. Mesmo que não exista nenhum problema visível, procure saber o estado da canalização e testar o fluxo de água. Com o passar dos anos, os canos podem acumular depósito e diminuir a pressão. Certifique-se do tipo de sistema de aquecimento de águas que está instalado: elétrico ou a gás. Analise também a instalação elétrica. Caso o imóvel seja antigo, questione se alguma vez foi renovada. Repare no número de tomadas por compartimentos, pois este é um aspeto que pode passar despercebido, mas que faz toda a diferença no dia a dia.

Eficiência energética

O certificado energético do imóvel é um dos documentos obrigatórios no processo de compra.

Aqui pode ter um indicador importante dos gastos que terá para manter os níveis de conforto no interior da casa. Mas, há outros aspetos nos quais pode reparar, sem ter que esperar pelo documento. A quantidade e o tamanho das janelas é algo em que deve reparar, mas ainda mais importante é a sua orientação solar. Portugal é o país mais soalheiro da Europa, por isso, não deve perder a oportunidade de aproveitar o sol ao máximo em sua casa. O truque é procurar janelas viradas para sul. Verifique também se estas têm vidros duplos e qual o tipo de caixilharia: se de madeira, alumínio ou PVC.

Os estores também são outro fator que pode interferir com a eficiência energética, nomeadamente a nível término. Certifique-se também se existe a instalação ou pré-instalação de painéis solares na construção.

mesa de cozinha preta e quatro cadeiras

Localização

A proximidade com serviços urbanos e vias de circulação principais é um bónus no que toca à localização da uma casa. Na maioria dos casos, isto reflete-se no preço, mas especialmente na sua experiência de habitabilidade. E a verdade é que ao longo do tempo, este aspeto interfere também com o seu orçamento, na parcela do combustível ou dos transportes. Analise, por isso, o que é mais prioritário no seu caso e o peso que a localização pode ter na sua decisão de compra.

Gastos fixos

Para além dos encargos que terá com a compra propriamente dita, informe-se sobre os gastos fixos que terá com o imóvel. Referimo-nos ao imposto municipal sobre imóveis (IMI) e ao condomínio (no caso de se tratar de um apartamento). Se for rigoroso neste aspeto e quiser evitar surpresas, procure também informação sobre a tarifa de saneamento aplicada no município onde se localiza o imóvel. E, por falar em surpresas, apesar de o que se segue ser um gasto pontual, informe-se junto do condomínio sobre a previsão de obras no prédio, qual o orçamento total e o valor a pagar por fração. Se estiver previsto desembolsar alguma quantia para este fim, pode ter aí um argumento de negociação no preço final do imóvel.

Documentação

O processo de compra implica a requisição de vários documentos, especialmente se envolver um crédito habitação. Há outra documentação que pode consultar, sem obrigatoriedade, mas que evita problemas futuros, como, por exemplo, a existência ou não de hipotecas sobre o imóvel. Claro que, num cenário ideal, a venda de uma casa com hipoteca ou outras irregularidades jurídicas não deveria acontecer. Para obter esta informação, deverá consultar a Certidão da Conservatória do Registo Predial, para poder ter acesso ao «historial» do imóvel usado.

Assim, antes de comprar uma casa que já foi habitada por alguém antes de si, investigue o histórico do imóvel. Todas as informações que tiver na sua posse antes de fechar o negócio são mais valias para uma decisão ponderada e acertada.

Leia ainda: Em vez de comprar casa, construa a sua casa sem pagar mais por isso 

 

Ao encontrar o seu imóvel usado, sugerimos que compare várias propostas para ter as melhores condições de crédito habitação. Fale connosco para poder poupar tempo e dinheiro na escolha do seu crédito habitação. A nossa equipa de consultores especializados irá ajudá-lo a encontrar a melhor proposta para o seu caso e o seu imóvel.