Tem algum dinheiro de parte e não sabe como o rentabilizar? Não gosta de assumir risco e mesmo assim quer algum retorno? Neste artigo o Dr. Finanças irá comparar algumas das características dos dois produtos de poupança mais populares em Portugal. O que é melhor? Depósitos a prazo ou certificados de aforro?

Produtos de poupança “sem risco”

Tanto os depósitos a prazo como os certificados de aforro são produtos considerados como sendo “isentos de risco”. Em teoria existirá o risco, apesar de remoto, de vir a perder algum dinheiro com estes produtos. É um risco muito remoto pois para não recuperar o seu dinheiro teriam de falir os bancos (e o fundo de garantia de depósitos) e o Estado Português.

Em qualquer dos casos, se considerar que esta possibilidade não é apenas uma teoria mas que pode ser uma realidade, então os certificados de aforro são melhores do que os depósitos a prazo.

business-861325_1920

Produtos para o curto, médio e longo prazo

É possível constituir as suas poupanças com qualquer um destes produtos para diferentes prazos. Os teóricos dizem-nos que se queremos investir para prazos mais alargados podemos e devemos assumir alguns riscos. No entanto, se o seu objetivo for sempre a preservação de capital poderá recorrer a estes produtos sem qualquer problema, tendo em conta que:

  • Os certificados de aforro têm prazo mínimo de investimento trimestral. Se levantar o dinheiro a meio do trimestre irá perder os juros desse período (sendo que no primeiro trimestre não pode mobilizar o seu dinheiro de todo);
  • Os depósitos a prazo só pagam juros se os mantiver de acordo com o contratado. Assim, deve analisar muito bem quando irá precisar do dinheiro e fazer o depósito a prazo para esse período. Caso contrário, perderá o equivalente aos juros.

E os impostos?

A taxa de imposto de ambos os produtos é idêntica. Ambos fazem a retenção do imposto na fonte à taxa de 28%.

E a taxa de juro?

Considerando todas as variáveis acima, resta-nos falar das taxas de juro destes vários produtos. E é neste caso que os certificados de aforro são bastante mais interessantes do que os melhores depósitos a prazo do mercado. Não só têm menos risco como têm uma taxa de retorno mais interessante… a decisão não é difícil, portanto 🙂

O ponto fundamental é…

poupar2

Poupar. Pode aplicar o seu dinheiro no que quiser. Em depósitos a prazo. Em certificados de aforro. Em produtos de investimento como os Planos Poupança Reforma (PPR) ou fundos de investimento. No entanto, o importante é que poupe. Que acumule dinheiro para usar no futuro, seja para uma emergência, para a compra de uma casa ou para os estudos dos filhos. Ter uma poupança traz-nos uma enorme liberdade de movimentos, ao mesmo tempo que induz uma segurança que não tem preço.