A chegada de um filho é sempre um momento de viragem, não só emocionalmente, como também para o orçamento familiar. Veja abaixo 9 conselhos que o irão ajudar a preparar o seu orçamento familiar para esta nova fase da sua vida.
hand-palm-baby2

1. Verifique se as coberturas do seu seguro de saúde cobrem a gravidez ou mesmo o parto

Se tem seguro de saúde, verifique se cobre custos associados à gravidez assim como ao parto. Por exemplo, em alguns seguros típicos as ecografias podem ficar substancialmente mais baratas (a rondar os 15€), tal como o parto, ou mesmo as consultas ao bebé. Porém, tenha em conta que os períodos de carência relativos à gravidez costumam ser longos (normalmente, um ano), pelo que deve subscrever o seguro com bastante antecedência.

2. Perca o preconceito e compre em segunda mão o berço, carrinho e cadeira de bebé

Berços, cadeiras de bebé, carrinhos, etc são produtos usados durante pouco tempo, pelo que é fácil encontrá-los em segunda mão quase sempre em excelentes condições, e muitas vezes a menos de metade do preço. Em sites como o OLX é fácil encontrar quase tudo o que vai precisar para o bebé. Uma dica útil: quando pesquisar, escolha zonas afastadas dos centros urbanos (Lisboa ou Porto). Como há menos compradores no interior do país, encontrará os produtos a preços mais competitivos que nos centros urbanos.

3. Baixe as prestações com créditos consolidando-os ou renegociando-os

Reduzir os encargos com créditos é um passo essencial nesta fase. Se possui mais que um crédito, e paga todos os meses um total de prestações alto, o ideal é que os consolide num único crédito com uma taxa mais baixa. Poderá poupar até 40% em prestações mensais, dependendo do caso. Porém, certifique-se que faz a consolidação com uma entidade que zele pelos seus interesses, tal como o DoutorFinanças. Ao consolidar os créditos não caia na tentação de pedir financiamento adicional para não sacrificar o seu objectivo: poupar dinheiro. Veja aqui as vantagens e desvantagens de consolidar créditos.

Credito-consolidado-07

4. Renegoceie todos os seus contratos (telecomunicações, seguros, etc)

Comece por analisar os seus extractos bancários – por exemplo, usando o Boonzi que falamos abaixo – e identifique todos os pagamentos recorrentes (mensalidades, semestralidades, etc.). Anote os valores de cada um e faça uma pesquisa na Internet pelos tarifários dos concorrentes em busca de um valor mais baixo. Ligue mesmo para o concorrente dizendo quanto paga por mês, oferecendo-se para trocar de fornecedor se apresentarem uma proposta mais competitiva. Telefonar é essencial: os serviços de atendimento têm muitas vezes acesso a condições que não estão visíveis nos tarifários.
Se perder um pouco do seu tempo nesta tarefa e conseguir renegociar contratos que lhe permitam poupar (nem que sejam) 20€ por mês, ao fim do ano terá mais 240€ disponíveis.

5. Peça roupa emprestada a familiares e amigos que já tenham filhos

Se tem alguém na família ou no seu grupo de amigos que já tenha tido bebés, de certeza que terão guardado algumas roupas dessa fase dos seus filhos. Peça-lhes roupa emprestada para vestir o seu bebé enquanto lhe servirem. A maioria da roupa de bebé usada está praticamente nova: como os bebés crescem depressa, as peças nunca foram usadas por mais de dois ou três meses.

plush

6. Não espere pelo nascimento para comprar fraldas

Assim que souber da boa notícia, passe a andar de olhos nas promoções de fraldas. Vá anotando os preços mais baixos que encontrar para ter noção do que pode ser uma promoção excepcional, e quando estiver nos meses finais opte pela promoção com o preço mais próximo do mais baixo que encontrou nos primeiros meses. Compre logo fraldas para o máximo de tempo possível. Para acompanhar as promoções, fique atento aos sites e páginas de Facebook que partilham este género de promoções – como o Tralhas Grátis, Caça Promoções, etc.

7. Organize um babyshower

O babyshower é uma festa para celebrar a chegada do bebé ainda antes de este ter nascido. É um momento de festa em que se reúne um grupo de amigas da futura mãe que costumam oferecer vários presentes a pensar no bebé. É comum os pais fazerem uma lista de prendas que lhes serão úteis aquando a chegada do bebé, de forma semelhante ao que se faz nos casamentos.

8. Controle o orçamento familiar com uma aplicação como o Boonzi

O orçamento de duas pessoas agora vai ter que esticar para três. Vai precisar de alguma ginástica, e inevitavelmente terá que fazer um controlo mais inteligente do seu dinheiro. A forma mais fácil e eficaz passa por recorrer a uma aplicação que ajude a gerir o orçamento familiar, tal como o Boonzi. Com esta aplicação portuguesa usada por milhares de portugueses não precisa de registar as suas despesas, pois permite-lhe importar os extractos do seu banco com um simples “copy paste”. Além disso, disponibiliza funcionalidades que lhe permitem criar orçamentos para os meses após o nascimento. Assim saberá logo como irá distribuir o seu dinheiro, quanto lhe sobrará no final do mês e será capaz de se preparar antecipadamente. Descarregue em www.boonzi.pt – é muito fácil de usar e muito útil.

9. Conheça os apoios à natalidade

Em Portugal, existem alguns incentivos à natalidade, como a redução de 1,5% na taxa de IRS para o primeiro filho e 2% para o segundo, o abono de família pré-natal, e o subsídio por risco clínico de gravidez, entre outros. Há localidades com apoios específicos: por exemplo, a Câmara de Cantanhede atribui 500€ às famílias com bebés nascidos a partir de 1 de Janeiro, ou a Câmara de Almodôvar oferece um subsídio mensal de 50€ durante 2 anos (para puericultura no comércio local). Verifique se a sua localidade possui algum incentivo.

Em resumo…

Se seguir estas dicas não só vai poupar muito dinheiro, como estará melhor preparado financeiramente. Comece por renegociar os seus contratos de telecomunicações e seguros, e por consolidar os seus créditos para obter uma poupança mensal substancial. E recorra ao Excel ou ao Boonzi para planear o seu orçamento familiar com antecedência para assegurar que ameniza o impacto financeiro. O ideal é que se prepare financeiramente o tão cedo quanto possível, para que depois do nascimento apenas se preocupe com o mais importante: amar e cuidar do seu filho!

17QW4I2CLU