Seguro de Saúde

Quais as vantagens do seguro de saúde familiar?

Tem dúvidas se vale a pena contratar um seguro de saúde familiar que englobe todo o seu agregado? Conheça as vantagens deste tipo de apólice

Natacha Figueiredo Natacha Figueiredo , 26 Outubro 2020

São muitos os portugueses que nos últimos anos têm contratado seguros de saúde, para ajudar a diminuir as despesas com saúde e ter acesso a médicos e hospitais privados. Mas quando a família aumenta, será que vale a pena continuar com seguros de saúde individuais ou será preferível fazer um seguro de saúde familiar que englobe todos os membros do agregado?

De uma forma geral, um seguro de saúde familiar pode trazer inúmeras vantagens para a gestão do orçamento familiar, como também acabar por se traduzir numa boa poupança anual. Conheça as vantagens de contratar um seguro de saúde familiar.

6 vantagens em contratar um seguro de saúde familiar

1 - Possibilidade de poupança anual comparada com a contratação de seguros individuais para todos

Conforme a família vai crescendo ou surja a necessidade de um familiar subscrever a um seguro de saúde, as apólices individuais podem deixar de ser a melhor opção. Ao contratar um seguro de saúde familiar, a maioria das seguradoras oferece um desconto por cada membro a mais que quiser incluir na sua apólice.

Por exemplo, se um casal quiser adicionar um dos pais, mais os seus dois filhos, a apólice do seu seguro de saúde vai ter 5 elementos. O mais comum nestas situações é beneficiar de um desconto significativo pelo número de elementos agregados à apólice. Se comparar o valor que a seguradora lhe vai apresentar como mensalidade de um seguro de saúde familiar com a soma dos valores das mensalidades dos seguros de saúde de cada um, pode ter uma poupança significativa.

Para além disso, ao juntar toda a sua família num único seguro, existe a possibilidade de ter acesso a outras coberturas mais específicas com preços mais atrativos. Isto porque existem algumas coberturas que apenas estão incluídas nas opções de seguros com valores mais elevados. Caso tenha uma necessidade mais específica, pode tentar negociar as suas condições para conseguir incluir a mesma na sua apólice pelo melhor valor.

É aconselhável que faça algumas simulações e compare as condições e coberturas que cada seguradora oferece. Embora a poupança monetária possa ser o que salta imediatamente à vista, se essa seguradora tiver desvantagens para o elemento com mais idade na família deve ter isso em atenção.

Leia ainda: Como poupar no seguro de saúde ao longo da vida

2 - É mais prático ter apenas uma apólice

Mesmo que seja uma pessoa bastante organizada e cuidadosa com as suas finanças, gerir apenas uma apólice e bem mais prático do que gerir cinco. Imagine que existem 5 pessoas na sua família que estão cobertas por seguros individuais ou que duas estão numa seguradora e as restantes em seguradoras diferentes. Já para não referir o nível de burocracia que vai ter que lidar anualmente se precisar que as seguradoras o reembolsem. Para além disso, vai ter diversas faturas para pagar com datas limites distintas.

Ao colocar todos os membros da sua família num único seguro de saúde só vai ter que lidar com uma apólice. Para além de só ter uma conta para pagar, também só terá que lidar com uma seguradora. Parecendo que não, ao longo do ano, o número de chamadas e burocracias envolvidas diminui, o que vai simplificar bastante a sua vida sempre que tiver que recorrer ao seguro.

3 - Todos os membros podem ser atendidos em urgências e hospitais privados

O Sistema Nacional de Saúde disponha de ótimos profissionais, contudo as listas de espera por uma consulta de especialidade são longas. Ao ter todos os seus familiares mais próximos cobertos por um seguro de saúde pode ter acesso mais rápido a cuidados de saúde e diminuir bastante o tempo nas salas de espera.

Claro que numa fase inicial pode questionar-se sobre o esforço financeiro que terá que fazer mensalmente para englobar toda a família numa apólice. Nestes casos, o ideal e rever o seu orçamento familiar e ver até que valor consegue suportar para conseguir garantir os cuidados de saúde. Dado que esta é uma das maiores prioridades, pode ser necessário analisar algumas das nossas despesas para ver onde é possível diminuir outras despesas.

Criança a brincar com o pai, sentado à mesa

4 - Aumenta a sua margem de negociação na hora de contratar um novo seguro

Se há alguns anos contratou um seguro de saúde familiar, mas neste momento já não está satisfeito com as condições oferecidas, está no seu direito tentar renegociar as mesmas. Neste caso específico, a seguradora tem consciência que a sua apólice representa vários clientes. Logo, a sua margem de negociação é maior do que os clientes que têm apenas uma apólice individual.

Caso tenha encontrado uma seguradora que oferece melhores condições para o seu caso específico, não tenha receio de colocar essa questão em cima da mesa. O mais provável é que, perante esses factos, a sua seguradora lhe apresente uma nova solução, visto não ter interesse em perder vários de clientes de uma só vez. Em último caso, se a seguradora não demonstrar interesse em melhorar as suas condições contacte outras entidades e explique a sua situação e o que está à procura. A verdade é que muitas vezes perdemos a possibilidade de pouparmos algum dinheiro, por não querermos procurar novas soluções mais vantajosas.

Leia ainda: Tem um conflito com a sua seguradora? Saiba como proceder

5 - Existe a possibilidade de conseguir obter descontos mais atrativos noutros seguros

Ainda dentro das vantagens que existem ao ter um seguro que abranja vários membros do seu agregado familiar, é possível vir a beneficiar na hora de precisar de contratar um novo seguro. A maioria das empresas, incluindo as seguradoras, oferece boas condições aos clientes que têm vários produtos ou serviços contratados.

Dado que a sua apólice representa um número mais elevados de clientes, tem uma margem de manobra maior se pretender baixar a mensalidade de um novo seguro que pretende contratar. Nesta situação, também pode simular o preço que ficaria a pagar noutras seguradoras. Desta forma, quando abordar a sua seguradora vai ter valores de referência para fazer uma contraposta.

Contudo, muitas seguradoras nem precisam que o cliente tente entrar em negociações. Isto porque muitas entidades já têm uma política de beneficiar os clientes que pretendam continuar fidelizados e a aderir a mais produtos. Dito isto é aconselhável ouvir primeiro a proposta da sua seguradora, pois não precisa de tomar uma decisão imediata.

6 - E se um dia alguém quiser sair do seguro de saúde familiar, pode conseguir uma boa mensalidade numa nova apólice

Esta última vantagem vem de mãos dadas com outras que dependem do seu estatuto enquanto cliente. No entanto, neste caso, a diferença está na possibilidade de perder um cliente, que quanto mais jovem for, mais apelativo é para a seguradora. Isto porque um cliente jovem, entre os 25 e os 30 anos, que não tenha problemas de saúde graves, acaba por se traduzir num cliente ideal para um seguro de saúde.

Um exemplo prático: Imagine que tinha o seu filho incluído num seguro de saúde familiar, mas este saiu de casa. Neste momento existe a possibilidade de ele ir para outra seguradora. Nestes casos, se abordar a sua seguradora sobre as condições que pode oferecer ao seu filho é provável que este venha a conseguir um valor mais vantajoso do que outros praticados no mercado.

O que deve ter em atenção antes de contratar um seguro de saúde familiar

Embora existam várias vantagens em contratar um seguro de saúde familiar como vimos até aqui, também existem alguns fatores que deve ter em atenção antes de assinar um novo contrato. Por norma, ao querer englobar vários familiares na mesma apólice pode deparar-se com alguns entraves, principalmente se quiser incluir uma pessoa com mais de 55 anos.

Na maioria das seguradoras, entre os 55 anos e os 65 começam a ser estabelecidos os limites de permanência. Os limites de permanência referem-se à idade limite em que uma pessoa pode beneficiar das condições e coberturas de um seguro. Imagine que gostaria de adicionar os seus pais, mas estes já têm mais de 65 anos. Em muitas seguradoras vão existir vários entraves ou a mensalidade pode disparar exponencialmente caso queira incluí-los na sua apólice.

Por isso, se está a pensar fazer uma nova apólice que englobe vários membros da sua família o melhor é informar-se bem sobre todas as condições com antecedência. Deve reparar no número de membros que pode incluir, comparar os descontos em cada seguradora segundo o número de pessoas, ver até que idade é possível a subscrição e quais são os limites de permanência.

Por último, compare as coberturas oferecidas, reveja os limites dos plafonds, e analise o período de carência para cada tipo de cobertura. Não se esqueça de fazer várias simulações para ver a melhor opção para si e não tenha receio de tentar renegociar as condições oferecidas.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)