Bem-estar

As novas certificações energéticas: o que precisa de saber

Vai ser mais fácil e rápido escolher um eletrodoméstico com base na eficiência e poupança. Conheça as novas certificações energéticas.

Sabia que de agora em diante vai ser mais fácil e rápido proceder à escolha dos eletrodomésticos, com base na eficiência e poupança? Tudo por causa das novas certificações energéticas. Saiba o que muda neste artigo.

Eletrodomésticos e Etiquetas Energéticas

A escolha de um eletrodoméstico para a habitação, integra um dos vários conjuntos de decisões de suma importância que devemos ter em consideração. De modo a poupar no preço dos mesmos, muitas pessoas optam por comprar eletrodomésticos mais baratos mas que não economizam tanto em termos energéticos. Ou seja, poupam no imediato, mas a fatura da eletricidade é mais elevada, isto já para não falar no desgaste rápido que este género de eletrodomésticos apresenta. 

De modo a permitir aos utilizadores uma escolha com base na eficiência energética e preocupação com o ambiente, foi criada a Etiqueta Energética, que atesta as características de determinado eletrodoméstico, sempre tendo por base a sua poupança em termos de consumo de energia.

Através destas etiquetas, os consumidores conseguem avaliar o grau de eficiência de um eletrodoméstico, tomando, deste modo, uma decisão mais consciente e informada. 

Classes Energéticas

Até aqui, as etiquetas energéticas dos eletrodomésticos eram classificadas em diferentes tipos de classe de eficiência, que iam da letra A até à letra G, sendo A a classe de eletrodomésticos com melhor desempenho relativamente à eficiência energética e G o desempenho com mais consumo de energia. Porém, estas classificações vão mudar a partir deste ano, com a introdução das novas classificações energéticas das respetivas etiquetas possibilitando aos consumidores uma maior facilidade na tomada de decisão no que concerne à escolha dos eletrodomésticos para a casa. 

O que muda? 

Segundo as informações sobre esta nova classificação energética presente no site da ADENE - Agência Para a Energia, as novas etiquetas de classificação energética vão possuir as seguintes características: 

  • A escala de classe da eficiência energética mantém a nomenclatura de A a G mas desta vez sem a colocação dos sinais + como existia até agora. No entanto, a escala de cores mantém-se inalterada 
  • As novas etiquetas energéticas vão incluir um código QR para permitir ao consumidor aceder mais facilmente aos dados e características do eletrodoméstico adquirido, uma vez que toda a informação de cariz técnico que acompanha estes artigos, ficará disponível na Base de Dados de Produtos Europeus, a EPREL.

Relativamente aos pictogramas que já existiam na versão anterior, serão mantidos tal e qual na nova versão sofrendo apenas ligeiras modificações como forma de se adaptarem às novas classificações, tendo sido introduzidos novidades na classificação energética para televisores e monitores, assim como para o tempo de lavagem das máquinas de lavar roupa e loiça.

Já o consumo de energia é disposto na parte mais ao centro da etiqueta, sendo apresentado em KWh/ano, KWh por cada mil horas ou então sob a designação de KWh por cada 100 ciclos. 

Diferenças nas Classes

A classe A continua a representar a classe tida como a mais eficiente, contudo, nesta primeira fase não haverá eletrodomésticos com esta classificação.

Esta alteração visa estimular e incentivar os fabricantes a desenvolverem eletrodomésticos mais eficientes para a classe que até agora era considerada como o topo da eficiência energética.

Leia ainda: Eletrodomésticos mais eficientes e fáceis de reparar em 2021 quanto pode poupar

Entrada em vigor 

A nova classificação das etiquetas energéticas entrou em vigor no passado dia 1 de março de 2021, nas lojas físicas e online para as primeiras quatro categorias de produtos dos 15 que atualmente são abrangidos por este tipo de classificação. 

Entre os produtos que já se encontram com a nova etiqueta energética, destacam-se : 

  • Máquinas de lavar louça
  • Máquinas de lavar roupa e segmentos combinados ( lavagem e secagem da roupa)
  • Frigoríficos, arcas e outros aparelhos de refrigeração 
  • Ecrãs electrónicos, monitores e ecrãs de sinalização digital 

A 1 de setembro de 2021, entra em vigor a nova classificação para todas as categorias de produtos que se encontram enquadradas nas fontes de iluminação, como é o caso das lâmpadas LED , sendo que os restantes produtos vão adotar esta nova classificação de forma progressiva.  

Em suma, a revisão e modificação da escala de eficiência energética, vai permitir aos consumidores terem mais facilidade na hora de escolher um eletrodoméstico com base na poupança que o mesmo vai possibilitar decorrente do seu uso. 

Leia ainda : 5 dicas para reduzir os consumos em sua casa e evitar faturas elevadas

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)