Vida e família

Quanto custa um painel solar?

Dizer quanto custa um painel solar não é linear. Depende sempre da necessidade e do objetivo. Conte, no entanto, com uma variação entre os 400 e os 3.000€.

Daniela Gonçalves Daniela Gonçalves , 20 Outubro 2020

A pergunta é direta, mas a resposta nem por isso. Dizer quanto custa um painel solar depende sempre da necessidade e do objetivo. Mas se pretende balizar, saiba que o preço pode variar entre os 3 e os 4 dígitos. Conte sempre uma variação entre os 400 e os 3.000€.

No entanto, existem outras soluções no mercado. Na EDP, por exemplo, pode comprar um painel de 250W, a partir dos 20€ mensais

Eis algumas das características que deve ter em conta quando analisar o preço de um painel solar:

  • Potência: pode variar entre os 200W e mais de 1.500W; 
  • Dimensão: relacionada, claro, com o ponto anterior; 
  • Objetivo: para aquecimento de águas sanitárias ou para apoio ao aquecimento central; 
  • Extras: equipamentos de sistema de aquecimento de águas, instalação, etc.

Nota: se o objetivo for aquecimento de águas, então deve contemplar na conta os custos com acumuladores, circuitos hidráulicos e sistemas de apoio alternativos, como é o caso de esquentadores. 

Existem vários simuladores online que permitem perceber qual é o melhor investimento a fazer em termos de potência.

Leia também: 5 dicas para reduzir os consumos em sua casa e evitar faturas elevadas

Custo de um painel solar vs retorno

Em Portugal a energia solar é uma das alternativas mais viáveis às energias fósseis, porque somos um dos países da Europa com maior exposição solar. Ainda assim o retorno de um investimento num painel solar implica alguns anos de espera. Mais uma vez a resposta não é linear, mas pode apontar, pelo menos, para uns 5 anos até conseguir - com o que poupa face a um consumo de energia fóssil - reaver o investimento feito num painel solar. 

Pode rentabilizar vendendo energia?

Na verdade compensa mais a autoprodução do que a produção para venda. Neste momento o valor da energia não consumida e injetada na rede é paga a 0,03€ KWH. Ou seja, se produzir para autoconsumo e vender o restante, pode ainda conseguir rentabilizar - uma vez que se não vendesse seria energia “desperdiçada”. Caso contrário, não compensa. 

Não acresce à conta mas deve ter em consideração

Dependendo da potência da sua instalação, terá que a comunicar à Direção-Geral de Energia e Geologia. Se o sistema for de 200 W, não precisa de comunicar à DGEG. Caso tenha entre 200 W e 1.500 W, já o deve fazer de forma formal. Mas se o sistema for superior a 1.500 W, tem mesmo que requerer uma licença para a instalação. Não implica custos adicionais, mas tem que considerar este passo.  

Se procura um estilo de vida mais sustentável e quer envolver a sua casa no processo, comprar um painel solar pode ser uma boa opção. Mas se o objetivo é poupar a curto prazo, então deve considerar o investimento inicial que tem de fazer. 

Analise ainda o apoio estatal que pode receber através do Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis.

Faça as contas e bons investimentos! 

Leia ainda: Saiba como ter ajuda do Estado para tornar a sua casa mais sustentável

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)