Poupança

O guia de poupança para estudantes universitários

Se és estudante universitário, este guia ajuda-te a completares o estudo e a poupares em vários momentos ao longo do ano.

Rui Aspas Rui Aspas , 27 Agosto 2019

A universidade marca o ponto de viragem de muitas famílias e dos seus filhos, pois é quando se aproxima a entrada no mercado de trabalho. Este guia de poupança é para todos os estudantes que vão começar a universidade.

Fazer um curso implica na maior parte das vezes um investimento não só de tempo mas também de dinheiro.

E para que consiga poupar o máximo possível, aprenda estas dicas simples, práticas e úteis, para que o orçamento familiar destinado para esta etapa não saia prejudicado.

Aluga um quarto ou opta pela partilha com colegas do curso. 

Fomentar e despertar a necessidade de decidir pela partilha de responsabilidades a todos os níveis vai ajudar na poupança em termos de propinas e custos relacionados com a habitação. Para além disso, é uma boa forma de poupar na renda, água, luz. Se precisar de apoio na pesquisa de casas para arrendar enquanto estuda, pode consultar plataformas especializadas nesta área tais como: Uniplaces ou a Home4Students. 

Procura opções na residência universitária

Caso numa fase inicial não disponha de rendimento ou poupanças suficientes para alugar uma casa ou um quarto, pode sempre optar por ficar alojado numa residência universitária.

Uma das principais vantagens desta escolha é o facto de normalmente esta ficar mais perto da faculdade ou universidade, onde pode beneficiar de uma série de serviços à sua disposição com preços muito mais apelativos. E pode ser um valioso contributo para fortalecer a sua rede de contactos!

Faça e planeie as refeições em casa

Refeições devem ser em casa, incluindo o pequeno-almoço. Aprenda a cozinhar e assim também vai poupar dinheiro enquanto estuda.

Comece por pratos simples complementado as mesmas com as refeições que recebe dos pais. Ao início pode parecer um bocado desconfortável sempre que for a casa e vier com as malas carregadas de comida, mas acredite que vão fazer toda a diferença no final de cada mês. Reduzir os almoços no bar da cantina ou noutros locais vai ajudar muito no orçamento mensal.  

Deixar o mínimo de estudos para trás 

Esforce-se por não deixar nenhuma cadeira por fazer, pois sempre que isso acontecer, vai implicar um esforço financeiro redobrado da sua parte, uma vez que vai ter de pagar para voltar a frequentar as mesmas aulas e a repetir os exames. Ficar mais tempo na universidade pode ser um esforço financeiro grande para alguns agregados familiares, pelo que o estudo deve ser gerido de forma atenta.  

Ler mais: Crédito Universitário: o que precisa de saber

A faculdade ou Universidade tem rede WiFi? Então, use-a!  

A grande maioria dos estabelecimentos de ensino já têm Wi-Fi instalado, pelo que pode utilizar antes de contratar Internet para casa. Sabemos que é uma boa comodidade, mas se fizer o estudo na universidade, pode poupar nas telecomunicações. Se o seu quarto já tiver as telecomunicações incluídas, veja qual a melhor forma de gerir. 

Ler mais: Telecomunicações: Poupe pagando só o que usa

Opte pela boleia 

Já existem sites onde se podem organizar boleias com estudantes que fazem os mesmos percursos. Inclusive, em alguns sites, os condutores têm uma classificação por parte dos utilizadores que já usufruíram deste tipo de transporte partilhado, com informações seguras que ajudam outros potenciais utilizadores a decidirem na hora de escolher. Pode sair mesmo mais barato viajar desta maneira do que que pelo tradicional autocarro, comboio para além de que se pode fazer boas amizades. 

Economize na compra de material

Folhas, canetas, cadernos dossiês: tudo isto e mais alguma coisa é importante na vida de um estudante universitário. No entanto, verifique se os preços praticados na papelaria da faculdade são mais em conta do que os praticados nas grandes superfícies e vice-versa.  

Se por acaso o curso que frequenta for de carácter mais técnico, procure falar com alunos mais velhos para saber o que realmente usar e qual o material onde se torna realmente necessário efectuar um investimento. Pode ainda adquirir os materiais em segunda mão, para poupar ainda mais dinheiro. Reutilizar ajuda na sua carteira. 

Livros? Compre apenas se forem obrigatórios. 

Ao contrário do que se passa no ensino secundário, os livros no ensino superior são na maior parte das vezes recomendados, sem carácter de compra obrigatória. Os livros que são recomendados acabam por serem mais procurados por aqueles alunos e podem estar disponíveis na biblioteca. Tendo em conta o orçamento familiar, gira quais os livros a comprar (aqueles que irá precisar de consultar mais vezes e será mais prático ter!) e quais os livros que pode consultar na biblioteca. A sua carteira agradece.  

Tenha vantagens em praticar desporto 

Gosta de praticar desporto? Não procure mais: o espaço universitário é um local privilegiado para a prática desportiva durante o tempo em que se está a tirar o curso. Utilize as instalações desportivas que a universidade oferece. Para além de ter preços acessíveis, ainda aproveita para alargar a sua rede de amizades e contactos.  

Complemente com um part-time 

Gostava de ter um trabalho part-time para completar os rendimentos? Informe-se na associação de estudantes da faculdade ou no gabinete de apoio ao estudante. Pode ser que encontre uma oportunidade de trabalhar algumas horas por semana, de acordo com a sua disponibilidade, poupando de alguma forma o dinheiro dos seus pais e compensando o investimento feito na sua educação. E tem algum dinheiro seu para colocar de parte mas também para investir em momentos de lazer.  

Este é o guia do estudante universitário para investir no seu futuro e poupando a sua carteira. Bons estudos e boas poupanças!  

Para poupar mais, lê mais artigos que o ajudam:

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #guia de poupança,
  • #universidade

Deixar uma resposta

Um comentário em “O guia de poupança para estudantes universitários