Utilidades

Bancos online: vantagens e cuidados a ter

Lídia Dias Lídia Dias , 2 Maio 2019

A tendência digital tem abrangido praticamente todas as áreas do nosso quotidiano: desde fazer compras a marcar consultas no médico, é possível tratar de variados assuntos do quotidiano sem sequer sair de casa. Acompanhando esta tendência, a indústria da banca também se transformou nos últimos anos.

Por um lado, assistimos ao nascimento de inúmeros bancos digitais, cuja premissa é possibilitar aos clientes facilidade, rapidez e transparência nas transferências e pagamentos, com baixos custos, através do computador ou de uma app de smartphone. Um dos exemplos deste tipo de bancos é o N26, do qual já falamos aqui.

Por outro lado, também a banca tradicional tem vindo a tentar acompanhar esta tendência, modernizando e adaptando os seus serviços à era digital e chegando mesmo a criar entidades bancárias especificamente direcionadas para proporcionar um serviço digital, como é exemplo o ActivoBank (um spin off do Millenium BCP).

Deixamos-lhe algumas dicas para que possa tirar o máximo partido dos bancos online, com toda a segurança.

banco online

Quais são as vantagens dos bancos online?

Talvez a maior vantagem deste tipo de bancos seja aquela que referimos no início do artigo: poder levar a cabo transações financeiras sem ter de se deslocar a uma caixa multibanco ou ao balcão mais perto. Muitos consumidores podem percepcionar os bancos online como mais transparentes e consideram que estes facilitam a compreensão dos produtos que comercializam, bem como dos preços aplicados às diversas transações.

A verdade é que os bancos nativamente digitais, cujo funcionamento opera apenas online, têm vindo a ganhar cada vez mais consumidores. Na generalidade, os bancos online proporcionam um serviço menos burocrático e com menos formalidades, disponibilizando contas com baixos (ou inexistentes) custos de manutenção ou de cartão, múltiplas opções de investimento, condições atrativas em créditos e um funcionamento mais simples, mais cómodo e mais eficaz.

É também verdade que os consumidores portugueses se encontram bastante insatisfeitos com a banca tradicional, queixando-se de mau atendimento, da cobrança indevida de encargos, do aumento dos custos de manutenção e de realização de operações e da dificuldade em ver as suas questões respondidas.

A agilidade e competitividade dos bancos online faz com que se tornem alternativas mais interessantes para os consumidores, especialmente para aqueles que se sentem confortáveis com o uso das tecnologias.

Segurança – que cuidados devo ter?

Atualização do software 

Uma das desvantagens dos bancos online é que o desempenho dos seus websites e/ou apps estão dependentes do aparelho que o consumidor utiliza para aceder. Para manter a sua segurança ao realizar operações bancárias através do computador ou smartphone deve, em primeiro lugar, certificar-se de que o aparelho tem a versão mais recente de software e programas antivírus.

Quando é lançada uma atualização para um determinado software ou programa, são incluídas, frequentemente, medidas extra de proteção contra novas formas de ameaça. Assim, manter as atualizações em dia é fundamental para garantir que o seu aparelho está protegido de intrusos informáticos.

Senha de segurança 

Uma das boas práticas da Internet, tanto para acesso a bancos como a qualquer outro serviço ao qual os seus dados estejam associados, é a utilização de uma senha de segurança forte e a sua atualização periódica. Escolha uma senha de segurança difícil de adivinhar mas que, ainda assim, não lhe seja impossível de memorizar. Opte por uma senha que combine letras e números e evite as escolhas mais comuns: datas de nascimento, nome dos filhos, nome da cidade, etc. Altere a senha a cada três meses, evitando repetir senhas anteriores.

Rede wi-fi 

A rede wi-fi utilizada para aceder ao homebanking também é um factor relevante na questão da segurança. Utilize apenas redes seguras (como a da sua casa) para realizar operações bancárias através do computador ou smartphone. Alguns intrusos informáticos utilizam as redes públicas de wi-fi para ter acesso a dados privados. Não use redes wi-fi de locais como centros comerciais, bibliotecas ou espaços de co-working. Em caso de necessitar de aceder ao seu homebanking num destes ambientes, é preferível que utilize os dados móveis.

Sites e Apps 

Assegure-se sempre de que o meio que está a utilizar para aceder ao homebanking (website ou app) é o oficial. Não confie em emails que com códigos QR ou links para fazer o download de apps. Prefira sempre a loja oficial de aplicativos do seu smartphone (play store para aparelhos android, apple store para iphones) para descarregar a aplicação do banco.

Para quem acede através de browser de Internet, é importante que o website tenha o certificado digital de segurança e o protocolo de segurança. A verificação é muito simples: o url deverá começar por https em vez de http.

As fraudes mais comuns 

As fraudes mais frequentes na banca digital estão relacionadas com o phishing, termo usado para descrever a utilização de métodos tecnológicos para a obtenção de dados pessoais e confidenciais de terceiros.

Este tipo de ataque é frequentemente acompanhado por mensagens de spam e pode ocorrer tanto por email como via SMS. Na maioria das vezes, este tipo de fraude ocorre da seguinte forma: o cliente recebe um email ou uma SMS onde lhe é apresentado um link para fazer a atualização dos dados de acesso à conta. Ao aceder ao link, o cliente é direcionado para um website maligno, em nada relacionado com a entidade bancária, onde lhe é pedido que forneça os seus dados de acesso ao homebanking para efeitos de atualização. Desta forma, o cliente está a fornecer aos piratas informáticos as informações de acesso a contas bancárias e outras informações confidenciais.

Se receber uma SMS ou email a pedir-lhe que atualize os seus dados de acesso ao homebanking, não o faça via Internet. Dirija-se a uma agência e verifique a veracidade deste tipo de comunicações. É muito pouco comum o pedido de atualização dos dados de acesso via SMS ou email, pelo que é importante que confirme a autenticidade da mensagem e denuncie às entidades, caso se trate de fraude.

Os bancos online são seguros, mas a segurança da utilização dos mesmos depende também da cooperação e boas práticas do cliente. O sector da banca está em contínuo desenvolvimento tecnológicos, prestando serviços online cada vez mais fiáveis e seguros. Cabe ao cliente seguir as diretrizes do banco e manter os aparelhos de acesso atualizados e em boas condições de segurança informática.

Leia ainda: 5 regras essenciais para proteger os seus cartões em compras online

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #bancos online

Deixar uma resposta

Um comentário em “Bancos online: vantagens e cuidados a ter