Vida e família

Criar uma loja online: usar uma plataforma ou contratar um web designer?

Para criar uma loja online, pode contratar um profissional ou usar uma plataforma específica para a criação de sites. Saiba qual a melhor solução para si.

Lídia Dias Lídia Dias , 3 Agosto 2020

O e-commerce permite-lhe chegar a mais pessoas e aumentar os seus lucros. Para criar uma loja online, pode contratar um profissional ou usar uma plataforma específica para a criação de sites de e-commerce. Continue a ler e descubra qual a opção mais adequada para si.

A pandemia e a necessidade de nos resguardarmos em casa veio dar ainda mais importância ao comércio online. Os pequenos negócios viram no online a oportunidade de continuar a trabalhar e garantir algum rendimento. Para dar uma resposta rápida, a maioria das empresas que ainda não fazia vendas online usou as redes sociais e outras alternativas para vender os seus produtos e serviços. Agora que regressamos, lentamente, à normalidade, está na altura de investir no online e criar uma loja online para o seu negócio.

Existem várias opções para ter uma loja online. Neste artigo, abordamos as duas principais: usar plataformas como a Wix e a Shopify versus contratar um web designer. A escolha irá depender das características do seu negócio. Antes de tomar uma decisão, conheça as principais vantagens e desvantagens de cada uma.

Leia ainda: Que compras/serviços posso adquirir sem sair de casa?

Plataformas para criar lojas online

pessoa a mexer no telemóvel a ver vestidos online

Existem plataformas pré-programadas para que qualquer pessoa possa criar a sua própria loja online, sem necessitar de conhecimentos de programação ou webdesign. Estas plataformas apresentam a possibilidade de montar a sua própria loja em sistemas drag-and-drop intuitivos. Com templates pré-definidos, as possibilidades de personalização são, habitualmente, dos aspetos visuais: cores, disposição dos produtos, logótipo do seu negócio, etc.

Para além das plataformas que permitem criar websites simples (como a Wix), existem plataformas especificamente direcionadas para criar lojas online (como a Shopify). Nestas últimas, o processo de compra é todo feito online. Pode criar categorias de produto, escolher as opções de pagamento e envio apresentadas ao cliente e até mesmo criar campanhas e promoções.

Se ainda não tiver um programa de gestão de stocks, muitas das plataformas oferecem esta possibilidade. É possível também a integração com outros serviços, por forma a que o trabalho administrativo seja menor e consiga aceder à informação de clientes e faturação de forma rápida e fácil.

Estas plataformas permitem potenciar o seu negócio de forma mais económica, a curto prazo. No entanto, terá de pagar pelo serviço enquanto o quiser manter, pois os planos de pagamento são mensais. Para além disso, vê-se refém de uma outra empresa: se a empresa tiver problemas e deixar de funcionar, a sua loja online também irá deixar de existir.

Principais vantagens:

  • Templates pré-existentes, com algumas possibilidades de personalização;
  • Integração com serviços de email Marketing, redes sociais, gestão de inventário, etc.;
  • Suporte técnico permanente ou durante uma grande parte do dia;
  • Possibilidade de experimentar, de forma gratuita, durante 15 ou 30 dias.

Principais desvantagens:

  • Não inclui domínio próprio;
  • Pagamentos mensais, enquanto mantiver a loja;
  • As possibilidades de personalização são limitadas;
  • A sua loja está dependente do sucesso da plataforma.

Contratar um Web Designer

rapaz programador web designer a escrever código

Se quer criar uma loja online, pode também recorrer aos serviços de um profissional. Os web designers são profissionais capacitados para criar websites de raiz, seguindo as indicações do cliente. Isto quer dizer que a sua loja será feita exatamente à sua medida. Para tal, o web designer irá fazer um levantamento das necessidades do negócio, apresentando posteriormente uma resposta.

É, portanto, importante que tenha bem definidas as necessidades e o que quer para a sua loja, antes de se reunir com o web designer. Estes profissionais cobram, habitualmente, um preço por hora, pelo que, quanto mais complexo for o projeto e maior a quantidade de alterações que pedir, mais caro será o resultado final.

É possível ter o seu sistema de gestão de stocks integrado com a loja online. No entanto, terá de pagar à parte por este tipo de programas, enquanto as plataformas os incluem no pacote contratado.

A grande vantagem de contratar um web designer é que pagará apenas uma vez pelo serviço de criação da loja. No entanto, ao contratar o serviço de um web designer, terá de contar também com o custo do domínio (o endereço do seu website) e do alojamento (o servidor onde ficam guardados todos os dados referentes ao seu website). Ambos os serviços são pagos anualmente.

Principais vantagens:

  • Total personalização do seu website;
  • Ideal para quem tem negócios cujo processo de venda é muito específico;
  • Permite alterações e customizações;
  • O website é propriedade sua e usa o seu próprio domínio.

Principais desvantagens:

  • A curto prazo, o investimento é maior;
  • Limitações no suporte técnico;
  • Custos com alojamento e domínio;
  • Serviços de gestão de stock e outros complementos são à parte.

Leia ainda: Como usar o e-commerce e fazer compras em segurança

Como escolher a melhor opção para o meu negócio

mulher a mexer no computador e a tratar de encomendas da sua loja online

A presença no mundo digital é um dos ativos mais valiosos do seu negócio. É a ferramenta que lhe permite chegar a um público mais alargado e continuar a servir os clientes, 24h por dia, 7 dias por semana. Por isso, é importante que perca algum tempo a decidir como irá criar a loja online.

A escolha entre plataformas de criação de lojas online ou desenho à medida por um web designer depende de vários fatores. Para ajudar, deixamos uma check list de perguntas a que deve responder antes de tomar a decisão:

  1. Que nível de personalização é necessário?
  2. Qual o orçamento disponível para começar?
  3. Em quanto tempo preciso ter a loja pronta?
  4. De que meios de pagamento preciso?
  5. Quero ter a minha loja em várias línguas?
  6. Que sistemas vou integrar na loja (faturação, gestão de stocks, etc.)?
  7. Vou fazer promoções e campanhas online?
  8. Pretendo vender para o estrangeiro?

Coisas como o volume de negócio, o tempo e o dinheiro disponíveis para investir são fatores determinantes para tomar uma decisão.

Ao responder a estas perguntas, será mais fácil compreender qual o nível de personalização necessário e qual das duas opções melhor responderá às necessidades do seu negócio. Não pense apenas no momento presente, tenha em conta as suas ambições e as oportunidades de crescimento, no futuro. A sua loja online deverá fazer parte da sua estratégia de crescimento, sendo uma boa forma de explorar novos mercados, chegar a mais clientes e expandir o negócio.

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)