Finanças pessoais

O que fazer para melhorar a minha vida financeira em 2022?

Um dos seus propósitos deste novo ano é melhorar as suas finanças? Precisa de ajuda para cumpri-lo? Então fique atento ao artigo que se segue.

Finanças pessoais

O que fazer para melhorar a minha vida financeira em 2022?

Um dos seus propósitos deste novo ano é melhorar as suas finanças? Precisa de ajuda para cumpri-lo? Então fique atento ao artigo que se segue.

O início de um novo ano significa para muitos o momento de fazer o balanço do ano que passou e definir as metas para o que aí vem. É comum fazer parte da lista de propósitos e desejos: comer menos vezes fora, comprar uma casa ou um carro, tirar um novo curso ou fazer aquela viagem de sonho. A verdade é que, para conseguir concretizar algum dos objetivos, é necessário poupar e ter as finanças arrumadas.  

No entanto, como nem sempre é fácil saber por onde começar, pode sentir-se desmotivado e desistir. Para evitar esse cenário, trazemos algumas formas para ajudá-lo a melhorar a sua vida financeira já em 2022.  

Comece por fazer um planeamento financeiro  

Por vezes, uma vida sem planos traz menos ansiedade. No entanto, isso não se aplica à vida financeira. Fazer um orçamento familiar, onde estipula tudo ao detalhe (até mesmo os cafezinhos fora), não só vai ajudar a diminuir os seus níveis de ansiedade como vai levá-lo a evitar surpresas desagradáveis.  

Antes de organizar este ano, é também importante perceber o que correu menos bem no ano anterior. Pegue num papel e numa caneta e comece a escrever as decisões ou hábitos que teve e que o levaram a gastar mais dinheiro. 

Depois de analisado o ano anterior, escreva todos os gastos fixos que vai ter este ano. Se souber alguns dos gastos variáveis que pode vir a ter, contabilize-os também. Em seguida, contemple no planeamento quais são os seus rendimentos.  

Com este documento, vai conseguir perceber, não só onde está a gastar o seu dinheiro, como também onde pode cortar e começar a poupar.  

Neste planeamento, e se se aplicar, não se esqueça de contemplar o subsídio de férias e de natal. E para poder usufruir melhor dos benefícios fiscais ou precaver-se do que pode vir a pagar, comece já a preparar o seu IRS. Se quando submeter a sua declaração, vir que tem direito a um reembolso, aproveite e junte pelo menos uma parte do valor à sua poupança. 

Reveja e ajuste este documento todos os meses. Se precisar, recorra às aplicações disponíveis para telemóvel, para conseguir, esteja onde estiver, apontar todos os seus gastos diários. Assim vai perceber se está a gastar o valor que estipulou e evitar surpresas no final do mês.  

Reveja os seus encargos e perceba onde pode poupar 

dinheiro porco mealheiro e casa_taxas_imposto de selo

Com o planeamento feito, é mais fácil perceber quais são os seus encargos e quais deve cortar ou renegociar. É muito importante que o faça, até porque são muitos os produtos e serviços que vão ficar mais caros este ano, mas sobre isso falaremos mais à frente. 

Primeiro vejamos algumas áreas onde pode poupar (e muito):  

Crédito habitação 

Com a taxa Euribor ainda em valores negativos e bancos a oferecer spreads mínimos inferiores a 1%, pode estar a perder dinheiro com o seu crédito habitação, principalmente se comprou casa entre 2011 e 2016. Ainda que, independentemente da altura, possa e deva sempre consultar o mercado.  

Se pretende poupar com o empréstimo da sua casa, o segredo pode estar na transferência do crédito habitação para outra entidade que lhe ofereça melhores condições.

Mas atenção, num crédito habitação nem tudo é spread. É possível poupar muito dinheiro nos seguros ou nos produtos associados ao crédito.  

Outros créditos 

Se tem vários créditos em mãos, como, por exemplo, um para o automóvel, outro para o seu computador ou algum outro crédito pessoal que fez para as férias, saiba que pode ganhar dinheiro se juntar todos os crédito num só através da consolidação de créditos. Esta solução vai ajudá-lo a ter uma folga orçamental ao final do mês e uma poupança significativa no final do contrato de crédito. 

Carteira de seguros  

O primeiro passo para poupar dinheiro com os seus seguros consiste em conhecer a sua carteira de seguros e as suas coberturas. Por exemplo, as coberturas duplicadas são muito comuns, contratadas em seguros distintos. Pedir a exclusão destas e outras coberturas que não precisa pode levá-lo a poupar muito dinheiro.   

A mensalidade dos seguros de vida e multirriscos associados ao seu crédito habitação, por vezes, pode tornar-se numa despesa mensal mais exigente do que a mensalidade do próprio empréstimo. É muito comum, contratar este tipo de seguros junto da entidade bancária onde se está a fazer o crédito, contudo, esta pode não ser a solução mais barata. Saiba que pode fazê-lo junto de outras entidades que lhe apresentem melhores condições para o seu caso.   

Não se esqueça ainda de verificar, por exemplo, o seu seguro do carro e o seguro de saúde. Reveja as condições junto da sua seguradora ou peça simulações a outras companhias. Através destas simulações pode perceber se está a pagar um preço justo ou se é mais vantajoso mudar.  

Outros encargos 

Reveja outros contratos que tenha, como o da eletricidade, o do gás, o de telecomunicações, subscrição de streaming ou ginásio.  

Todos estes serviços vão ter um peso considerável no seu orçamento no final do mês. Por isso, procure as soluções mais económicas para os serviços que utiliza e cancele a subscrição daqueles que não precisa. Verá os resultados de poupança logo no mês seguinte.   

Nota: Sempre que a sua situação financeira se alterar, o seu orçamento também deve ser readaptado. E, em muitos casos, implica começar por fazer cortes nas suas despesas não essenciais. 

Prepare-se para a subida dos preços em 2022 

Evolução económica: Temas relevantes a ter em conta em 2022
Ler mais

É verdade. Parece que não foi só no calendário que somámos mais um número. São vários os produtos e serviços que aumentaram já no arranque do ano. Por isso, e para evitar surpresas, é importante que esteja informado contabilize os seguintes aumentos no seu orçamento família:  

  • O aumento de alguns bens alimentares é uma das consequências do aumento dos custos energéticos e da inflação. E se há produtos, como o pão, cuja subida é de cêntimos, no caso da carne de bovino e aves o preço pode disparar mais 20%;  
  • Se tem casa alugada, pode contar com um aumento de 0,43% nas rendas, devido à inflação; 
  • IMI mais caro para casas novas ou reabilitadas, como consequência da escalada dos preços no setor da construção. Assim, o valor médio de construção em 2022 passa de 492 euros para 512 euros por metro quadrado. Por isso, quem comprar casa reabilitada ou de nova construção, deverá pagar cerca de 4% mais
  • Já o gás ou a eletricidade, em mercado livre, também vai sofrer alterações. As principais operadoras vão aumentar os preços (no caso da EDP, é uma subida média de 2,4% na eletricidade, já a Galp vai subir o preço na fatura do gás em cerca de dois euros). No mercado regulado os preços da eletricidade vão subir 0,2%; 
  • As portagens, quer as das autoestradas, quer as das pontes sobre o Tejo, sobrem 1,8%;  
  • O preço dos transportes públicos nalgumas regiões do país também vai subir. Como é o caso de Lisboa que pode contar com uma subida de 0,57% no preço do bilhete simples e também nos casos em que apenas é utilizado um meio de transporte. 

Leia ainda: Será 2022 o ano para comprar ou mudar de casa? 

Está com o orçamento muito apertado? Antecipe algumas despesas  

Cortar nalgumas despesas não essenciais e rever outras, é de facto um passo importante para ter mais algum dinheiro ao final do mês. No entanto, se realmente se encontra numa situação muito apertada e, por exemplo, sente dificuldade em pagar as prestações dos seus créditos, dirija-se ao seu banco e fale abertamente com o seu gestor de conta

Para muitas entidades bancárias é mais importante oferecer condições especiais aos clientes, do que manter exatamente tudo como está e os clientes entrarem em incumprimento. E se o seu histórico for favorável, é provável que existam soluções que o ajudem a ultrapassar este período de carência financeira. 

Por exemplo, dependendo do tipo de crédito contratado, pode ser proposto um prolongamento do prazo, uma redução da taxa de juro, atribuição de um período de carência de capital, entre outras soluções. Em qualquer uma das soluções, o objetivo é diminuir os seus encargos. 

Primeiro, para evitar entrar em sobreendividamento ou incumprimento, é importante que se mantenha informado e atualizado, sabendo sempre quais as soluções que tem ao seu dispor. Em segundo lugar, é fundamental que calcule a sua taxa de esforço. É através deste cálculo que vai perceber a sua situação financeira. Para que consiga ter uma noção, esta taxa não deve ser superior a 30%, ou seja, cerca de um terço do rendimento total do agregado familiar. 

Torne a poupança na sua maior aliada 

Como fazer um fundo de emergência
Ler mais

Independente da sua situação atual, por muito que se fale em poupança e como pode ser feita, na hora H o maior inimigo é muitas vezes a inércia. Pensar que logo poupa ou que depois aproveita o subsídio de férias para fazer face a determinada situação, nunca é boa ideia. No final, vai arranjar sempre um destino “mais urgente” para esse dinheiro.    

A poupança deve ser encarada como uma prioridade. Por isso, o ideal é poupar logo no início do mês. Isto é, assim que receber o seu salário, deve colocar logo de parte um valor destinado à poupança. 

Se sentir que poupar é uma tarefa complicada, talvez seja importante considerar a poupança automática. Agende transferências automáticas no início do mês da sua conta à ordem para outra conta destinada ao aforro (é possível fazê-lo através do seu homebanking).    

Desta forma vai garantir que poupa todos os meses e cria um pé de meia para: despesas futuras, amortizar os créditos ou criar um fundo de emergência, por exemplo. 

E lembre-se, o cuidado com a sua vida financeira não deve ser apenas no início de um novo ano, mas sim, todo o ano.

Leia ainda: Como poupar se ganho pouco? 

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Um comentário em “O que fazer para melhorar a minha vida financeira em 2022?
Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.