Finanças pessoais

Ser mais sustentável ao partilhar carro e ainda poupar? Saiba como

Saiba como ser mais sustentável ao partilhar o seu carro enquanto poupa e ainda consegue ajudar o meio ambiente.

Finanças pessoais

Ser mais sustentável ao partilhar carro e ainda poupar? Saiba como

Saiba como ser mais sustentável ao partilhar o seu carro enquanto poupa e ainda consegue ajudar o meio ambiente.

A recente subida do preço dos combustíveis tem feito com que a mobilidade tenha um peso maior no orçamento dos portugueses. Porém, é possível, de uma forma mais sustentável, aproveitar o uso de cada carro e ainda poupar.

A resposta a este desafio está em partilhar carro, que tanto pode ter ou não, e assim evitar o desperdício de viagens e possivelmente reduzir o número de carros na estrada. Logo, contribuirá para uma redução do trânsito e aumentará a sua poupança.

O meio ambiente, claro está, também agradece, pois quanto menos carros circularem, menos poluição é emitida.

É importante salientar que se o seu objetivo for fazer deslocações mais curtas, pode considerar ainda investir numa trotinete ou bicicleta elétrica. Para além de serem mais acessíveis do que um carro têm menores custos de utilização.

Leia ainda: Vai vender o carro? Não se esqueça de alterar o registo de propriedade

Porquê partilhar carro?

Partilhar um carro tem inúmeras vantagens que vão além da simples poupança. Passam também pela rentabilização de um ativo – neste caso, o carro- e pela redução da nossa pegada ecológica, visto que se promove um uso mais eficiente dos automóveis.

A partilha de um carro pode ser feita de dois modos distintos, e ambos têm visto a sua popularidade crescer em Portugal. Um modo é o carsharing, e o outro é o carpooling. Ambos permitem rentabilizar um carro que já tenha, ou evitar a compra de um novo pela partilha.

A diferença entre os dois é a seguinte:

  • Carsharing – em português significa “partilha de carro” consiste no aluguer de um automóvel, sendo a pessoa que aluga o motorista. Por norma, é feito por curtos períodos de tempo.
  • Carpooling – consiste na partilha de um carro por várias pessoas que fazem o mesmo trajeto. É o famoso sistema das boleias, integrado num mundo digital.

Optando por qualquer um, pode por exemplo evitar comprar um carro próprio, isto é, os custos de manutenção, impostos, combustível, e parqueamento, além do custo do próprio carro, que poderia ter de financiar através de um crédito automóvel. Por outro lado, se já tiver um automóvel pode rentabilizá-lo ao partilhar trajetos, ou ao deixar outras pessoas conduzi-lo quando não o estiver a fazer.

Além de eliminar custos fixos e reduzir a pegada ambiental, também contribui para uma diminuição do trânsito enquanto poupa com estas opções.

Carsharing entre as opções mais sustentáveis

Como referido acima, o carsharing é um sistema de partilha de veículos, feito entre particulares diretamente. É por norma regulado através de aplicações que tratam do processo de verificação dos utilizadores e dos pagamentos.

Existem várias aplicações de carsharing disponíveis e todas funcionam de um modo semelhante: depois de efetuado o registo, os utilizadores podem reservar viaturas perto de si através da aplicação.

Os preços são feitos ao minuto, que podem variar de acordo com vários fatores, incluindo o tipo de carro a ser usado e a quantidade de minutos comprados. Por norma, o carsharing pode ser comprado em pacotes de minutos que reduzem o preço por minuto.

grupo de jovens partilha uma viagem, numa carrinha, rumo ao emprego

Carpooling em Portugal

O carpooling consiste na partilha de um veículo próprio com outros passageiros, sendo que estes ajudam a suportar as despesas da viagem em troca. Funciona se juntar pessoas que pretendem fazer o mesmo trajeto no mesmo horário.

É essencialmente um sistema de boleias, gerido através da internet em aplicações (app) para smartphone ou computadores. Para quem tem carro, o carpooling permite reduzir despesas relacionadas com o combustível gasto, enquanto que quem não tem pode evitar assim o uso de serviços de transporte pessoal como o da Uber.

Mais uma vez, as aplicações tratam dos pagamentos e da verificação no que toca ao carpooling, sendo que por norma os condutores podem determinar os valores a pedir por passageiro nas viagens que criam.

Estes serviços são usados um pouco por todo o país, enquanto o carsharing é mais popular perto do aeroporto de Lisboa e do aeroporto do Porto, bem como de grandes estações de transportes.

várias plataformas disponíveis para o carpoling, incluindo:

  • BlaBlaCar;
  • Boleia.net;
  • CarpoolWorld;
  • Driiveme.

O carpooling é também organizado através de grupos nas redes sociais, sendo que para qualquer viagem acontecer é sempre necessário contacto entre o condutor e os seus passageiros.

A título de exemplo, o preço de uma viagem de carro de Lisboa ao Porto através deste sistema pode ter um custo entre os €12 e os €25 por passageiro, ou render perto disto.

Leia ainda: Está a pensar comprar carro? O que precisa de saber antes de decidir

Partilhar carro em segurança

Apesar das vantagens do carpooling e carsharing, ambos despertam vários receios: um porque estamos a confiar a estranhos a nossa propriedade, e outro porque estamos a entrar no carro com estranhos.

No que toca ao carsharing, por norma plataformas legítimas encarregam-se da segurança dos nossos veículos. Quanto ao carpooling, é importante assegurar a segurança ao garantir a veracidade dos perfis com quem interagimos nas redes sociais e aplicações.

Além disso, existe um sistema de classificação de utilizadores que pode usar para apenas interagir com outros utilizadores que tenham bom feedback.

De qualquer modo, o ideal será comunicar a um amigo ou familiar os dados da viagem que vai fazer, incluindo o trajeto a ser percorrido, o tipo de veículo, e os horários da viagem.

Desvantagens do carpooling e carsharing

Apesar das imensas vantagens, existem também desvantagens associadas tanto ao carpooling como ao carsharing que é necessário ter em conta. A mais importante é a já descrita segurança, mas que pode ser colmatada com as devidas precauções.

Ambos os serviços têm alguma falta de oferta fora das grandes áreas metropolitanas, o que pode dificultar o acesso a utilizadores que vivam ou viagem para fora delas. Até quem viva a poucos quilómetros de Lisboa ou do Porto pode constatar que não tem oferta suficiente.

Outra desvantagem é a necessidade de planeamento necessária: o carsharing e carpooling implicam alguma coordenação antes de fazer cada viagem, e dada a falta de oferta convém ter sempre um plano alternativo para se deslocar para onde precisa. Pode, por exemplo, não ter um carro disponível para fazer uma viagem de regresso a casa.

Se as vantagens são superiores às desvantagens cabe a cada um decidir. O carpooling e carsharing podem ser apenas algumas das ferramentas que pode usar para se manter livre de um crédito automóvel, juntamente com apps para poupar nos transportes e outros truques para poupar em viagens.

Leia ainda: Compensa investir num carro elétrico?

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.