Vida e família

Pequenos hábitos que o ajudam a poupar (dinheiro e tempo!)

Daniela Gonçalves Daniela Gonçalves , 15 Janeiro 2019
Desde pequeninos que muitos de nós aprendemos a expressão “no poupar está o ganho”. Saiba como pequenos gestos podem melhorar o seu dia-a-dia.Os nossos hábitos diários podem ajudar e muito a nossa vida. Todos temos rotinas, mas com as rotinas certas, podemos ainda poupar dinheiro, tempo e preocupações.Um dos melhores hábitos que podemos ter é a poupança: o que não gastamos, mantém-se no nosso bolso e, só por isso, já estamos a ganhar.No Doutor Finanças, acreditamos que, mais do que os grandes esforços, são os gestos do dia a dia que podem fazer a diferença numa estratégia de poupança, seja ela financeira, de recursos ou de tempo.Conheça algumas escolhas que pode fazer no quotidiano e que têm uma relação custo-benefício muito favorável para a sua carteira e na sua qualidade de vida:

No orçamento familiar

Orçamentar é um dos gestos que mais retorno pode ter no decorrer dos seus dias. Ao anotar em papel ou numa plataforma específica (como o Boonzi) quais são as despesas e fontes de rendimentos, consegue um maior controlo do seu dinheiro. Isto permite-lhe identificar e corrigir com mais facilidade as “fugas” de dinheiro menos desejadas, perceber qual a folga para poupar ou investir, entre outras vantagens.Dentro desta tarefa, existem outras que, em pouco tempo e com pouco esforço, podem resultar numa agradável surpresa. A primeira é definir uma taxa de poupança mensal, com base no valor salário. Em média, a taxa sugerida é de 10%.Se já faz esta poupança automática mas quer poupar mais este ano, coloque-se um desafio. O desafio das 52 semanas é algo diferente que implica mais disciplina, mas que traz resultados muito bons ao longo do tempo.Quando se trata do orçamento familiar, é muito importante falar sobre o orçamento com a(s) pessoa(s) que vive(m) consigo. Podem surgir ideias e novas formas de reajustar os gastos, potenciar investimentos. O tema da poupança é um tema que afecta a família toda, pela que deverá ser falada com crianças, quando há uma maior percepção das mesmas sobre esta temática.Ler mais: Aprenda a fazer um orçamento e prepare-se para todos os imprevistos

Na saúde

A saúde é um bem que devemos sempre proteger, pelo que já sabemos que irá «obrigar» a maiores investimentos e ao longo do tempo.A melhor forma de poupar nos gastos com a saúde é a prevenção.Quanto mais saudável for, melhor se sentirá e menos gastos terá com idas ao médico e tratamentos. Para isso, existem alguns bons hábitos que trazem os seus resultados ao longo do tempo. A manutenção dos mesmos ao longo do tempo não irá evitar o envelhecimento, mas poderá em muito melhorar a sua qualidade de vida.O sono é dos investimentos “passivos” mais importantes que podemos fazer todos os dias. A comunidade médica recomenda um adulto dormir 7h por dia, no mínimo. Esta necessidade deverá ser ajustada consoante problemas de saúde e o estilo de vida da pessoa. Contudo, lembre-se que uma boa noite de descanso melhora o funcionamento do seu corpo.

Um outro pilar que tem muita influência na saúde é a alimentação.

Fazer uma alimentação equilibrada, diversificada, e rica em alimentos naturais prolonga a saúde do corpo. A alimentação desempenha um papel crucial na prevenção de doenças. Contudo, comer bem não sai caro, como pode ver neste artigo sobre como manter uma dieta saudável mesmo com o orçamento apertado.

Como último pilar, a prática de exercício físico promove uma boa saúde durante vários anos.

Na maioria dos espaços, como ginásios, pavilhões ou piscinas municipais, é possível fazer aulas experimentais gratuitas. Experimente várias modalidades até encontrar a sua favorita. Se nenhuma delas o deixar convencido, opte pela simples, mas muito eficaz, caminhada diária.Relembramos também que, para além do descanso, da alimentação e do exercício físico, evitar comportamentos de risco (como fumar ou beber álcool em excesso) é um bom hábito que ajuda a prolongar a sua saúde.sala de aula

Na formação

Aqui é preciso que tenha muito sentido de oportunidade. O conhecimento pode ser tão intangível quanto valioso. Há quem diga que aprendemos alguma coisa todos os dias, durante toda a vida toda. Para poder aprender todos os dias, existem oportunidades muito concretas no dia a dia que não devemos desperdiçar.Ler diariamente é um investimento fabuloso para enriquecer. Ganhamos vocabulário, melhoramos a nossa sensação de bem-estar e incentivamos a criatividade.Mesmo que reserve apenas 15 minutos diários para a leitura, os efeitos serão notórios.E nem precisa de pagar pelos livros, existem várias formas de os conseguir gratuitamente, em websites e bibliotecas. Dê uma oportunidade à leitura.Ler mais em 5 livros para mudar a sua vida financeiraApostar em formações de outras áreas que lhe interessem, para além da sua, ajuda a ampliar o espectro de conhecimento é sempre uma ótima estratégia de investimento. Pode ainda consultar as formações promovidas pelas autarquias. As autarquias de todo o país organizam várias atividades, ciclos de formação ou conferências sobre diversos assuntos. E a maioria são gratuitos. Informe-se e não deixe passar ao lado a oportunidade.Se, por outro lado, quer apostar na sua formação para poder colocá-la a render, dando explicações, formações ou trabalhando como freelancer, leia o nosso artigo e conheça 14 formas de ganhar um rendimento extra.

No emprego

Já reparou que passamos cerca de metade do nosso dia (em horário útil) no local de trabalho?As oito horas ou mais que dedicamos à nossa atividade profissional devem ser aproveitadas da melhor forma, não só para rentabilizar o trabalho, mas também para melhorar a sensação de realização e bem-estar.Existem por isso alguns gestos que permitem ter um retorno imediato no seu dia laboral.Comece por organizar tarefas semanal ou diariamente, consoante a necessidade, individualmente e em equipa. Mais uma vez a palavra “organização” é imperativa. Encontre uma estrutura de trabalho que seja eficaz, mas que seja, ao mesmo tempo confortável para si.Depois, pense em prioritizar e ver quais as tarefas mais importantes. Ser “multitasking” é admirável, mas nem sempre é a atitude mais rentável ao nível do tempo e dos recursos. Experimente, por exemplo, eliminar distrações colocar o telemóvel em silêncio enquanto realiza alguma tarefa importante. Nem sempre o que é urgente (atender uma chamada, por exemplo) é prioritário.Para além de poupar tempo e ser mais produtivo, pode também poupar dinheiro. Durante o dia de trabalho, existe várias oportunidades para comer, por isso leve a sua marmita com almoços e lanches. Em vez de ir ao restaurante, opte por levar uma refeição preparada de casa. É um pequeno esforço que resulta numa poupança incrível no final do mês.

No lazer

Também nos momentos de lazer é possível poupar. Quando pensamos neste assuntos associamos, inevitavelmente, a despesas. Mas não tem de ser assim.A maioria das grandes empresas de que é cliente tem algum tipo de parceria com outras organizações, muitas delas de lazer. Informe-se, faça as contas e se compensar usufrua de descontos e packs promocionais que essas parcerias oferecem.No cinema, por exemplo, existem inúmeras formas de conseguir redução no preço dos bilhetes com esta estratégia.Pode também fazer programas com amigos e usufruir de descontos de grupo nas atividades. Para além de poupar dinheiro, ainda está a investir num dos ativos mais importantes da vida: a amizade. O mesmo se aplica para programas a dois, que podem ter promoções específicas durante todo o ano.Estas são alguns dos pequenos gestos que pode ser no seu dia a dia com grande retorno, mais ou menos mensurável, num futuro mais ou menos imediato.Lembre-se de que todos os dias existem várias formas de pouparmos e rentabilizarmos o nosso tempo e dinheiro. Rentabilize a sua vida e a sua vida financeira com pequenos hábitos por forma a manter o seu estilo de vida.
Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #como mudar de vida,
  • #finanças pessoais,
  • #habitos de poupança,
  • #mudança de habitos,
  • #mudar hábitos de vida,
  • #poupança,
  • #poupar

Deixar uma resposta