Poupança

Pequenos hábitos que o ajudam a poupar (dinheiro e tempo!)

Desde pequeninos que muitos de nós aprendemos a expressão “no poupar está o ganho”. Saiba como pequenos gestos podem melhorar o seu dia-a-dia.

Daniela Gonçalves Daniela Gonçalves , 15 Janeiro 2019

Desde pequeninos que muitos de nós aprendemos a expressão “no poupar está o ganho”. Saiba como pequenos gestos podem melhorar o seu dia-a-dia.

Os nossos hábitos diários podem ajudar e muito a nossa vida. Todos temos rotinas, mas com as rotinas certas, podemos ainda poupar dinheiro, tempo e preocupações.

Um dos melhores hábitos que podemos ter é a poupança: o que não gastamos, mantém-se no nosso bolso e, só por isso, já estamos a ganhar.

No Doutor Finanças, acreditamos que, mais do que os grandes esforços, são os gestos do dia a dia que podem fazer a diferença numa estratégia de poupança, seja ela financeira, de recursos ou de tempo.

Conheça algumas escolhas que pode fazer no quotidiano e que têm uma relação custo-benefício muito favorável para a sua carteira e na sua qualidade de vida:

No orçamento familiar

agenda doutor finanças aberta

Orçamentar é um dos gestos que mais retorno pode ter no decorrer dos seus dias. Ao anotar em papel ou numa plataforma específica (como o Boonzi) quais são as despesas e fontes de rendimentos, consegue um maior controlo do seu dinheiro. Isto permite-lhe identificar e corrigir com mais facilidade as “fugas” de dinheiro menos desejadas, perceber qual a folga para poupar ou investir, entre outras vantagens.

Dentro desta tarefa, existem outras que, em pouco tempo e com pouco esforço, podem resultar numa agradável surpresa. A primeira é definir uma taxa de poupança mensal, com base no valor salário. Em média, a taxa sugerida é de 10%.

Se já faz esta poupança automática mas quer poupar mais este ano, coloque-se um desafio. O desafio das 52 semanas é algo diferente que implica mais disciplina, mas que traz resultados muito bons ao longo do tempo.

Quando se trata do orçamento familiar, é muito importante falar sobre o orçamento com a(s) pessoa(s) que vive(m) consigo. Podem surgir ideias e novas formas de reajustar os gastos, potenciar investimentos. O tema da poupança é um tema que afecta a família toda, pela que deverá ser falada com crianças, quando há uma maior percepção das mesmas sobre esta temática.

Ler mais: Aprenda a fazer um orçamento e prepare-se para todos os imprevistos

Na saúde

rapariga em posiçãod e yoga na praia

A saúde é um bem que devemos sempre proteger, pelo que já sabemos que irá «obrigar» a maiores investimentos e ao longo do tempo.

A melhor forma de poupar nos gastos com a saúde é a prevenção.

Quanto mais saudável for, melhor se sentirá e menos gastos terá com idas ao médico e tratamentos. Para isso, existem alguns bons hábitos que trazem os seus resultados ao longo do tempo. A manutenção dos mesmos ao longo do tempo não irá evitar o envelhecimento, mas poderá em muito melhorar a sua qualidade de vida.

O sono é dos investimentos “passivos” mais importantes que podemos fazer todos os dias. A comunidade médica recomenda um adulto dormir 7h por dia, no mínimo. Esta necessidade deverá ser ajustada consoante problemas de saúde e o estilo de vida da pessoa. Contudo, lembre-se que uma boa noite de descanso melhora o funcionamento do seu corpo.

Um outro pilar que tem muita influência na saúde é a alimentação.

Fazer uma alimentação equilibrada, diversificada, e rica em alimentos naturais prolonga a saúde do corpo. A alimentação desempenha um papel crucial na prevenção de doenças. Contudo, comer bem não sai caro, como pode ver neste artigo sobre como manter uma dieta saudável mesmo com o orçamento apertado.

Como último pilar, a prática de exercício físico promove uma boa saúde durante vários anos.

Na maioria dos espaços, como ginásios, pavilhões ou piscinas municipais, é possível fazer aulas experimentais gratuitas.  Experimente várias modalidades até encontrar a sua favorita. Se nenhuma delas o deixar convencido, opte pela simples, mas muito eficaz, caminhada diária.

Relembramos também que, para além do descanso, da alimentação e do exercício físico, evitar comportamentos de risco (como fumar ou beber álcool em excesso) é um bom hábito que ajuda a prolongar a sua saúde.

Na formação

dois colegas de trabalho a conversar

Aqui é preciso que tenha muito sentido de oportunidade. O conhecimento pode ser tão intangível quanto valioso. Há quem diga que aprendemos alguma coisa todos os dias, durante toda a vida toda. Para poder aprender todos os dias, existem oportunidades muito concretas no dia a dia que não devemos desperdiçar.

Ler diariamente é um investimento fabuloso para enriquecer. Ganhamos vocabulário, melhoramos a nossa sensação de bem-estar e incentivamos a criatividade.

Mesmo que reserve apenas 15 minutos diários para a leitura, os efeitos serão notórios.

E nem precisa de pagar pelos livros, existem várias formas de os conseguir gratuitamente, em websites e bibliotecas. Dê uma oportunidade à leitura.

Ler mais em 5 livros para mudar a sua vida financeira

Apostar em formações de outras áreas que lhe interessem, para além da sua, ajuda a ampliar o espectro de conhecimento é sempre uma ótima estratégia de investimento. Pode ainda consultar as formações promovidas pelas autarquias. As autarquias de todo o país organizam várias atividades, ciclos de formação ou conferências sobre diversos assuntos. E a maioria são gratuitos. Informe-se e não deixe passar ao lado a oportunidade.

Se, por outro lado, quer apostar na sua formação para poder colocá-la a render, dando explicações, formações ou trabalhando como freelancer, leia o nosso artigo e conheça 14 formas de ganhar um rendimento extra.

No emprego

rapariga sentada à secretária a trabalhar

Já reparou que passamos cerca de metade do nosso dia (em horário útil) no local de trabalho?

As oito horas ou mais que dedicamos à nossa atividade profissional devem ser aproveitadas da melhor forma, não só para rentabilizar o trabalho, mas também para melhorar a sensação de realização e bem-estar.

Existem por isso alguns gestos que permitem ter um retorno imediato no seu dia laboral.

Comece por organizar tarefas semanal ou diariamente, consoante a necessidade, individualmente e em equipa. Mais uma vez a palavra “organização” é imperativa. Encontre uma estrutura de trabalho que seja eficaz, mas que seja, ao mesmo tempo confortável para si.

Depois, pense em prioritizar e ver quais as tarefas mais importantes. Ser “multitasking” é admirável, mas nem sempre é a atitude mais rentável ao nível do tempo e dos recursos. Experimente, por exemplo, eliminar distrações colocar o telemóvel em silêncio enquanto realiza alguma tarefa importante. Nem sempre o que é urgente (atender uma chamada, por exemplo) é prioritário.

Para além de poupar tempo e ser mais produtivo, pode também poupar dinheiro. Durante o dia de trabalho, existe várias oportunidades para comer, por isso leve a sua marmita com almoços e lanches. Em vez de ir ao restaurante, opte por levar uma refeição preparada de casa. É um pequeno esforço que resulta numa poupança incrível no final do mês.

No lazer

Também nos momentos de lazer é possível poupar. Quando pensamos neste assuntos associamos, inevitavelmente, a despesas. Mas não tem de ser assim.

A maioria das grandes empresas de que é cliente tem algum tipo de parceria com outras organizações, muitas delas de lazer. Informe-se, faça as contas e se compensar usufrua de descontos e packs promocionais que essas parcerias oferecem.

No cinema, por exemplo, existem inúmeras formas de conseguir redução no preço dos bilhetes com esta estratégia.

Pode também fazer programas com amigos e usufruir de descontos de grupo nas atividades. Para além de poupar dinheiro, ainda está a investir num dos ativos mais importantes da vida: a amizade. O mesmo se aplica para programas a dois, que podem ter promoções específicas durante todo o ano.

Estas são alguns dos pequenos gestos que pode ser no seu dia a dia com grande retorno, mais ou menos mensurável, num futuro mais ou menos imediato.

Lembre-se de que todos os dias existem várias formas de pouparmos e rentabilizarmos o nosso tempo e dinheiro. Rentabilize a sua vida e a sua vida financeira com pequenos hábitos por forma a manter o seu estilo de vida.

Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #como mudar de vida,
  • #finanças pessoais,
  • #habitos de poupança,
  • #mudança de habitos,
  • #mudar hábitos de vida,
  • #poupança,
  • #poupar
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)

11 comentários em “Pequenos hábitos que o ajudam a poupar (dinheiro e tempo!)