Vida e família

Comprar carro online: Cuidados a ter antes de fechar negócio

Já pensou em comprar um carro numa plataforma online, mas tem receio? Saiba que cuidados ter para fechar um negócio em segurança.

Vida e família

Comprar carro online: Cuidados a ter antes de fechar negócio

Já pensou em comprar um carro numa plataforma online, mas tem receio? Saiba que cuidados ter para fechar um negócio em segurança.

Os jovens portugueses optam, cada vez mais, por comprar carro em plataformas online, em vez de se dirigirem diretamente às concessionárias. Esta é uma tendência crescente mas, ainda assim, continuam a existir cuidados a ter ao fazer negócios à distância. Neste artigo, elaborámos uma check list que pode ajudá-lo a fechar um negócio com sucesso.

Pesquise primeiro

Comprar o seu carro online pode trazer-lhe algumas vantagens face à compra presencial. Nomeadamente, encontrar rapidamente o carro que deseja por um preço mais baixo. No entanto, isto não invalida que faça o seu "trabalho de casa". Da mesma forma que determinados stands inspiram mais confiança que outros, com as plataformas online acontece exatamente o mesmo. Por isso, pesquise por opiniões e comentários antes de decidir avançar com um negócio.

Leia ainda: Tem um seguro automóvel em nome de outra pessoa? Saiba os cuidados a ter

Faça um test-drive antes de se comprometer

Se tem intenção de comprar o seu carro online, fazer um test-drive deve ser uma das prioridades, ainda que possa ser mais difícil devido ao facto de estar a realizar um negócio à distância. No caso de se tratar de um automóvel novo, pode testá-lo numa concessionária, mas, provavelmente, não será exatamente igual ao carro que vai comprar. E, acaba por ter o mesmo “trabalho” como se fosse fazer o negócio presencialmente. Além disso, na eventualidade de se tratar de um carro usado, se não puder vê-lo ou conduzi-lo, na prática estará entregue à sua sorte.

A somar a isto, se tiver oportunidade de fazê-lo, tente experimentar o automóvel durante a luz do dia, especialmente com o tempo seco, visto que é mais difícil detetar algum dano no carro se este estiver molhado.

Leia ainda: Vender o carro sozinho: como conseguir um negócio seguro?

Não faça negócio qualquer sem ver o carro ou ter um contrato assinado

Muitas vezes os supostos "vendedores", no caso de se tratar de uma burla, tentam obrigá-lo a pagar um valor adiantado como forma de "garantir" o carro. No entanto, nestes casos, o carro nem sequer existe. Por isso, entregue só o dinheiro ou faça a transferência quando tiver visto o automóvel e decidir que realmente pretende comprá-lo. Além disso, existem certos documentos obrigatórios envolvidos numa compra que, por norma, um burlão não tem qualquer interesse. Como tal, este dificilmente "perderá tempo" em pedi-los. Se mesmo assim ainda tiver dúvidas, então opte por se informar junto das entidades competentes antes de avançar com o negócio.

Leia ainda: Comprar carro usado: o que deve ter em conta?

Verifique o prazo de garantia

Geralmente, no caso de bens móveis, o prazo de garantia situa-se nos dois anos, mas isto pode não se verificar no caso de venda de automóveis à distância. Ainda que possa diferir de uma situação presencial, o prazo de garantia deve ser-lhe fornecido, bem como as condições que deve cumprir. Por isso, se não estiver explícito, tem todo o direito a pedir que lhe forneçam essas informações.

Leia ainda: Garantia automóvel: Quais são os direitos na compra de um carro?

Consulte o histórico do carro

Embora não consiga obter todas as informações relevantes sobre o histórico do carro num único lugar, existem diversas entidades que lhe fornecem estes dados. Se pretender saber se o carro tem seguro e se é importado, pode obter essa informação através do Portal do Consumidor da ASF. Já se pretender saber algo sobre inspeções, sinistros ou apreensões, pode consultar estas informações junto de uma das seguintes entidades:

  • Loja do Cidadão;
  • Conservatória do Registo Automóvel;
  • Instituto dos Registos e Notariado (IRN).

No entanto, ao contrário do Portal do Consumidor da ASF (em que a consulta dos dados é gratuita), pedir estas informações tem custos associados em qualquer uma destas entidades.

Por fim, se pretender obter algo mais em detalhe, pode sempre recorrer ao site da VIN-Info e introduzir o VIN (Número de Identificação do Veículo) do carro que pretende comprar. Nessa plataforma, consegue verificar qual o equipamento de origem e dados técnicos do carro, a quilometragem, entre outras informações.

Leia ainda: Problemas com uma oficina automóvel? Saiba os seus direitos e como deve proceder

Defina um orçamento e cumpra-o

De forma a não se “entusiasmar demasiado” na compra de um carro online, o ideal é definir um orçamento antes de iniciar a sua pesquisa. No entanto, o orçamento para a compra de um carro não deve ser considerado como a mensalidade máxima que pode pagar. Em vez disso, deve considerar o custo total do carro, incluindo os juros que terá de pagar ao longo do empréstimo. A somar a isto, também deve ter em consideração as outras despesas relacionadas com o carro, incluindo o combustível, seguro automóvel, manutenção e estacionamento.

Leia ainda: 9 Dicas para reduzir as suas despesas com o carro

Saiba quais os custos envolvidos no processo

Ao comprar um carro online, um dos aspetos a ter em conta são os (possíveis) custos que podem recair sobre o comprador se não estiverem devidamente descritos. Estas despesas incluem o transporte do automóvel, impostos, combustível com o que carro vem, o registo, entre outras. Antes de se comprometer, verifique se realmente estes custos estão incluídos no preço final. Caso contrário, o "ótimo negócio" que pensava que tinha feito pode tornar-se muito rapidamente num péssimo negócio.

Leia ainda: Crédito automóvel: tudo o que precisa saber

Certifique-se que tem a possibilidade de devolver o carro

Outro cuidado que deve ter ao comprar carro online trata-se de garantir que lhe é conferida a possibilidade de devolver o carro num determinado prazo, caso exista justificação para tal. O direito de livre resolução (até 14 dias), no caso de venda de automóveis à distância, pode não ser tão simples como apenas comunicar a intenção de devolver o carro. Geralmente, existem regras específicas que deve cumprir, nomeadamente quilometragem máxima que não deve ser ultrapassada no caso de devolução, entre outros fatores. Por isso, informe-se primeiro sobre estas condições exigidas para não ter surpresas dispendiosas.

Leia ainda: Renting vs Leasing: qual a melhor solução para ter um carro?

Desconfie se não lhe pedirem os documentos habituais

Aquando a compra de um carro, as empresas de comércio de automóveis têm de seguir determinadas regras e pedir alguns documentos essenciais ao cliente. Se não tiver necessidade de apresentar algum documento, então desconfie. Geralmente, os documentos envolvidos neste processo são:

  • Cartão de cidadão;
  • Requerimento do registo automóvel;
  • Documento Único Automóvel (DUA);
  • Seguro automóvel;
  • Contrato de compra e venda;
  • Comprovativo de IBAN;
  • Fatura da venda do carro.

Se necessitar de pedir financiamento, então também vai ter necessidade de apresentar os três últimos recibos de vencimento, juntamente com a sua última declaração de IRS e comprovativo de morada.

Leia ainda: Financiamento automóvel: Quais são as soluções e as suas diferenças

Negoceie o valor total do carro, não a mensalidade

As empresas de comércio de automóveis, geralmente, tentam levar os clientes a pagar um carro a prestações, ao invés de o fazer a pronto. No entanto, pode ser uma forma de o fazer gastar mais dinheiro. Por isso, deve negociar preço total do carro, e não a mensalidade que teria de pagar se pedisse financiamento. O vendedor tem todo o interesse em negociar consigo a mensalidade, pois essa é variável que faz a concessionária ganhar dinheiro.

Por fim, se tiver interesse em entregar o seu carro atual como retoma para reduzir o custo do automóvel novo, apenas refira este ponto depois de ter negociado e fixado o valor final do carro que pretende comprar. Caso contrário, torna-se mais difícil para si negociar com o vendedor e acaba por não conseguir obter o melhor negócio.

Leia ainda: Inspeção automóvel: Saiba o que mudou e que cuidados deve ter antes da inspeção

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.