Seguros

O que deve avaliar antes de escolher um seguro?

Quer contratar um seguro e não sabe o que tem de avaliar para tomar a melhor decisão? Explicamos neste artigo o que deve ter em conta.

Seguros

O que deve avaliar antes de escolher um seguro?

Quer contratar um seguro e não sabe o que tem de avaliar para tomar a melhor decisão? Explicamos neste artigo o que deve ter em conta.

Antes de contratar um seguro, é importante avaliar alguns fatores e estar informado relativo aos vários termos com que se pode deparar, para que tome decisões de forma consciente. Assim, conseguirá analisar e escolher o seguro com todos os detalhes adequados ao que quer e precisa. 

Conheça neste artigo aquilo a que deve estar atento antes de escolher um seguro, os vários termos que pode encontrar no contrato e ainda os cuidados que deve ter caso contrate o seguro online.

O que ter em conta antes de contratar um seguro? 

Em primeiro lugar, deve ter em atenção de que num contrato, dependendo do tipo de seguro, devem estar explícitas as seguintes informações: percentagens comparticipadas pela seguradora em cada sinistro, o capital disponível para cada cobertura por ano, o valor da franquia inicial de cada cobertura, e a modalidade escolhida (por exemplo, no seguro de saúde deve estar explícito se o pagamento é por sistema de reembolso ou não, e os prazos para pagar e reembolsar). 

Depois, pode deparar-se com os seguintes termos: capital seguro, franquia, prémio, apólice e período de carência, exclusões e coberturas duplicadas e atualização do capital em dívida. Vejamos o significado de cada um de seguida. 

Capital seguro, franquia e prémio 

Quando ler o termo “capital seguro” no contrato, deve saber que este equivale ao valor máximo que o segurador lhe vai pagar caso ocorra um sinistro. Este valor é acordado entre si e a seguradora. Por isso, mesmo que o prejuízo seja superior ao capital seguro, a seguradora só vai pagar o valor que ficou acordado no contrato. 

Ou seja, a franquia do seguro corresponde depois ao valor que vai ficar a cargo do segurado, se o valor do prejuízo for efetivamente superior. 

O prémio é o valor que vai pagar pelo seu seguro no total. Este valor vai depender de vários fatores: dependendo do seguro, é calculado com base na sua idade, género, hábitos de vida, saúde e historial clínico. Pode pagar o prémio do seguro de forma anual, mensal, trimestral ou semestral. 

Apólice e período de carência 

A apólice do seguro é o documento que agrega o conjunto de informações que acompanham o contrato entre o segurado e a seguradora. Inclui, assim, as condições gerais, especiais e particulares, como também as atas adicionais ao contrato. 

Relativamente ao período de carência, deve ter especial atenção a este termo no seguro de saúde e no seguro animal. Isto porque este período é o prazo que decorre entre o momento em que contrata o seguro e o momento em que pode, de facto, começar a utilizá-lo. Ou seja, durante um espaço de tempo depois de contratar o seguro, não pode acionar as coberturas nem usufruir das condições. As seguradoras praticam este período de carência de forma a proteger-se de situações fraudulentas e aproveitamento. 

Exclusões e coberturas duplicadas 

Dois fatores que deve avaliar ao contratar um novo seguro são as exclusões e as coberturas duplicadas. Significando isto que, ao fazer um seguro de forma facultativa, deve verificar na apólice do seguro que tem as coberturas de que necessita incluídas e que nenhuma está excluída do contrato que vai assinar. 

E verifique ainda se tem coberturas duplicadas, ou seja, as mesmas coberturas que já tem noutros seguros que já tenha contratado, de forma facultativa ou no âmbito, por exemplo, de um crédito habitação. 

Deve então ler bem todas as condições gerais e particulares da apólice do seguro que lhe apresentarem, antes de assinar o contrato: tipo de seguro, segurador, tomador do seguro, prémio, exclusões e coberturas, data de início da apólice, cessação das coberturas, modalidades de pagamento, entre outras. 

Assim, evita surpresas e sabe precisamente tudo o que está a contratar no seguro em causa que está a adquirir. 

Seguro de vida: atualização do capital em dívida 

Especificamente no seguro de vida, também deve ter em conta a atualização do capital em dívida ou atualização de capitais automática. Esta é uma opção por que pode ou não optar ao contratar este seguro. Mas o que significa? 

Ao realizar um crédito habitação, se escolher a atualização de capitais automática, o valor do seguro acompanha o valor em dívida. Isto é, em caso de sinistro, o banco fica com o valor correspondente à dívida do momento, que fica saldada. 

Mas pode optar por não atualizar o capital em dívida e escolher pagar um prémio superior ao que tem em dívida. Pois, neste caso, garante que a sua família fica com um valor extra em caso de sinistro. 

Leia também: Seguros: Teve um sinistro? Conheça os seus direitos e obrigações

O que avaliar ao contratar um seguro online

Se contratar o seguro online, também deve ter certos cuidados para que não seja enganado. Tenha atenção para não cair em esquemas de ofertas, informações imprecisas, ausência de recibos de pagamento ou de assinatura na apólice. 

Apesar de poder ser vantajoso contratar o seguro por via digital, uma vez que pode encontrar preços mais baixos ou comparar apólices e coberturas mais facilmente, é necessário ser cauteloso.

Cuidados a ter na contratação de um seguro online

Ao avaliar a contratação de um seguro online, deve atentar a ofertas falsas e fraudulentas, que possam ser utilizadas para golpes de phishing de forma a obter os dados da sua conta bancária.

Por isso, antes de colocar os seus dados numa destas ofertas, tente confirmar a veracidade desta contratação online ligando para a seguradora em questão, para os contatos oficiais. 

Caso essa seguradora não tenha contatos disponíveis nem informações precisas, deve também duvidar da veracidade da seguradora. Ou se existirem discrepâncias nas informações oferecidas, pode estar perante uma situação de fraude. 

Suspeite também se, após pagar o prémio do seguro, a seguradora não lhe fornecer um recibo de pagamento. Este é outro sinal de alerta para fraude. Uma vez que, se a alegada seguradora se recusar a enviar-lhe um recibo de pagamento, está perante uma ilegalidade. Por isso, para verificar a veracidade da empresa, esclareça sempre previamente com a seguradora se lhe enviarão os recibos após o pagamento. 

Por último, ao finalizar o contrato do seguro online, certifique-se de que no documento da apólice existe a assinatura de uma pessoa autorizada da seguradora. Caso não exista uma assinatura fidedigna, é outro sinal de alarme e pode fazer uma reclamação.

Leia ainda: Guia de seguros: O que precisa de saber para se proteger

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais
Deixe o seu comentário

Indique o seu nome

Insira um e-mail válido

Fique a par das novidades

Receba uma seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser para receber a seleção de artigos que escolhemos para si.

Ative as notificações do browser
Obrigado pela subscrição

Queremos ajudá-lo a gerir melhor a saúde da sua carteira.

Não fique de fora

Esta seleção de artigos vai ajudá-lo a gerir melhor a sua saúde financeira.