Vida e família

6 ideias para investir no seu desenvolvimento profissional

Catarina Alves de Sousa Catarina Alves de Sousa , 18 Junho 2018
O nosso emprego é a nossa maior fonte de rendimento, mas deveria ser também algo que nos ajuda a desenvolver pessoal e criativamente também. Descubra neste artigo como conseguir investir no seu desenvolvimento profissional e crescer profissionalmente, quer deseje permanecer no mesmo emprego, encontrar outro ou mesmo criar o seu próprio negócio.

Leia mais (“readers are leaders”)

Parece um conselho genérico, mas independentemente do tema em questão, ler mais é sempre uma boa ideia. No artigo “Lykke: 4 dicas financeiras para aumentar a sua felicidade” já constatámos que ler melhor a nossa capacidade de interagir e de interpretar as emoções de terceiros e - arrisco - as nossas próprias emoções. Num contexto profissional, existe até a crença de que “readers are leaders”, o que em português se traduz em algo como “os leitores são líderes”.Existe alguém que duvide do poder da leitura e de que podemos aprender muito com os livros que lemos? Aqui no Doutor Finanças debruçamo-nos mais sobre livros na área das Finanças Pessoais, mas a pensar no seu desenvolvimento profissional reunimos também algumas sugestões de livros que o poderão ajudar nesse sentido, quer o seu desenvolvimento profissional passe por se manter no mesmo emprego, criar o seu próprio negócio, mudar de emprego ou mesmo mudar completamente de área profissional.
  1. De que cor é o seu Pára-quedas? - de Richard N. Bolles
  2. Startup: comece o seu negócio por 100€- Chris Guillebeau
  3. Comece o seu negócio com o pé direito - Ronaldo Pitta Grós
  4. Promova-se: as novas regras para uma carreira de sucesso - Dan Schwabel
  5. 4 Horas por Semana - Timothy Ferriss

Procure um mentor

Em Portugal ainda não é muito comum falar-se em programas de mentoria, embora já existam alguns. De qualquer modo, tudo o que precisa é de identificar alguém no seu ramo profissional que o inspire e, de preferência, que esteja uns bons anos à sua frente no que diz respeito ao seu percurso profissional. Em primeiro lugar, tente desenvolver uma relação genuína com essa pessoa, convidando-a para tomar café ou para almoçar de forma a quebrar o gelo. À medida que a relação se forma, será mais fácil e confortável pedir-lhe conselhos e tomar notas sobre quais poderão ser os próximos passos na sua carreira.

Informe-se sobre possíveis oportunidades de formação dentro da sua empresa

Algumas empresas oferecem formações internas para os seus colaboradores. Algumas podem não ir de encontro à sua área de actuação na empresa, mas existindo essa oportunidade, não deixe de marcar presença nessas formações; será sempre uma forma de aprender mais sobre algo que desconhece à partida. Mesmo que sejam skills que poderá não ter forma de aplicar no seu trabalho, poderão ser úteis para hobbies, para dar conselhos a quem precise (quem sabe se também não se torna mentor de alguém mais novo?) ou até mesmo para um futuro emprego noutra área. Como se costuma dizer, “o saber não ocupa lugar”.

Sugira ao seu chefe ou diretor de RH apostar em formação externa

Se existe alguma certificação ou curso que gostaria de fazer, mas requer tempo e dinheiro que não abundam, sugira ao seu chefe ou director de Recursos Humanos financiarem essa mesma formação se todos considerarem que seria importante para melhorar o desempenho das suas tarefas e trabalho. Não se preocupe, não é incomum fazer uma sugestão deste género, desde que sublinhe sempre os benefícios que trará à empresa.

Aceite novos desafios no trabalho

Mudar de emprego não é a única forma de se desafiar profissionalmente. Algumas das melhores aprendizagens podem até ocorrer no mesmo trabalho! A estagnação profissional ocorre facilmente quando desempenha as mesma tarefas durante muito tempo, por isso não há nada como aceitar novos desafios que envolvam aprender ou desenvolver conhecimentos que ainda não possui. A aprendizagem é isso mesmo: passar a conhecer coisas que, até agora, desconhecia, e o mesmo se aplica ao seu trabalho. Tome a iniciativa e pergunte directamente ao seu chefe ou gerente o que poderá fazer para desenvolver a sua “carteira de habilidades”.

Frequente eventos de networking fora do trabalho

Frequentar estes eventos não significa trabalhar fora do trabalho, mas sim expor-se a situações interessantes que podem resultar no estabelecimento de contactos preciosos que o podem ligar a futuras oportunidades para si e/ou para a sua empresa. Os eventos de networking não têm que ser dentro da sua área profissional; podem consistir, por exemplo, em palestras que ache interessante. Lá poderá conhecer pessoas de vários backgrounds profissionais que trarão muita inspiração à sua vida actual. Se o seu desejo é mudar de emprego, quem sabe se não será por lá que encontrará alguém que poderá ajudá-lo a tomar esse passo? No artigo "4 Eventos de Networking em Lisboa" poderá conhecer melhor alguns eventos que recomendamos. Aqui, destacamos o Afterwork e o Creative Mornings.

Procura mais artigos sobre Emprego e Carreira?

Esperamos que tenha gostado deste artigo e que lhe seja útil. 🙂 Esteja também à vontade para visitar e ler os nossos outros artigos relativos ao tema do Emprego e Carreira aqui. Deixamos-lhe algumas sugestões de artigos relacionados abaixo:
  1. Como uma boa rede de contactos o pode ajudar
  2. 8 conselhos para escrever candidaturas de emprego mais eficazes
  3. Que questões colocar à empresa no final de uma entrevista de emprego?
  4. 6 coisas que deve saber sobre trabalho como freelancer
Partilhe este artigo
Etiquetas
  • #desenvolvimento profissional,
  • #dicas de carreira,
  • #emprego,
  • #eventos de networking,
  • #mudar de emprego,
  • #vida profissional

Deixar uma resposta

Um comentário em “6 ideias para investir no seu desenvolvimento profissional