Vida e família

Limpeza de terrenos: Falhou a sua obrigação? Multas podem ser pesadas

Recordamos porque é tão importante a limpeza dos seus terrenos, os prazos que teve para o fazer e as coimas a que ainda está sujeito.

Vida e família

Limpeza de terrenos: Falhou a sua obrigação? Multas podem ser pesadas

Recordamos porque é tão importante a limpeza dos seus terrenos, os prazos que teve para o fazer e as coimas a que ainda está sujeito.

Com a chegada do verão e das altas temperaturas, os incêndios voltam a assolar o nosso país. Assim, recordamos porque é tão importante a limpeza dos seus terrenos, os prazos que teve para o fazer e as coimas a que ainda está sujeito, caso não tenha cumprido as suas responsabilidades.

Os mais recentes, e trágicos, incêndios em Portugal ditaram a necessidade de ajustar a legislação, nomeadamente, em matéria de coimas e da intervenção dos municípios, particularmente em casos de incumprimento por parte dos proprietários, entre outras medidas relevantes.

Porque é tão importante a limpeza de terrenos?

Devido às proporções que um incêndio pode alcançar, em consequência da falta de limpeza dos terrenos, é essencial que cada proprietário garanta a segurança e ajude a evitar que, numa situação de risco, este problema se agrave consideravelmente. Assim, se existir uma correta manutenção e limpeza dos chamados "combustíveis" (arbustos, ervas, etc.), os fogos não se propagam tão rapidamente. Neste contexto, o Governo veio determinar que os proprietários devem limpar os seus terrenos, caso contrário, arriscam coimas elevadas.

Leia ainda: Quer comprar um terreno? Saiba o que deve ter em conta

O que significa exatamente fazer a limpeza de terrenos?

Sem se informar devidamente, limpar um terreno pode tornar-se numa tarefa ambígua. Um dos conceitos que deve ter em mente trata-se da Faixa de Gestão de Combustível. Esta refere-se ao conjunto de técnicas e procedimentos que se utilizam, de modo a garantir a segurança dos bens e propriedades em caso de incêndio. Assim, segundo o Instituto da Conservação da Natureza e Florestas, a limpeza de terreno engloba o corte de:

  • Ramos de árvores que tenham até quatro metros de altura;
  • Árvores e arbustos que se situem até a um limite de cinco metros da edificação;
  • Ervas, arbustos, mato e outros materiais vegetais que se situem numa faixa, cuja largura exceda os 50 metros à volta dos edifícios que se encontrem em áreas florestais ou rurais.

Além disso, também deve garantir que o espaçamento entre as árvores não é inferior a quatro metros. Já no caso de pinheiros e eucaliptos, tenha em consideração 10 metros.

Leia ainda: Guia essencial sobre a limpeza de matos e terrenos

Quem tem a responsabilidade de limpar os terrenos e até quando?

No que diz respeito à responsabilidade pela limpeza dos terrenos, todos os proprietários, arrendatários, usufrutuários e entidades que possuam terrenos próximos a edifícios presentes em espaços rurais, são os primeiros a terem de limpar devidamente os seus terrenos. Isto aplica-se mesmo que as edificações ao seu lado não lhes pertençam, segundo detalha o n.º 2 do artigo 15.º da Lei n.º 76/2017, de 17 de agosto.

Estão ainda previstos outros casos, nomeadamente a limpeza junto a estradas. Neste caso, deve ter especial atenção, já que a área correspondente à faixa de gestão de combustíveis do terreno é atravessada por uma estrada, que a responsabilidade pela limpeza recai sobre a entidade gestora da estrada. No entanto, se a faixa se prolongar além da estrada, então o responsável já é o proprietário do terreno. O mesmo se aplica a uma rede elétrica.

No que diz respeito ao prazo limite, este ano, teve até 15 de maio para fazer a devida limpeza dos terrenos. Esta data foi prolongada pelo Governo, visto que a data limite original era até 15 de março. Findo este período, a Câmara Municipal pode notificar as entidades ou proprietários que não cumpriram com a sua responsabilidade.

Se mesmo assim a situação se mantiver, a autarquia assume a responsabilidade de efetuar a limpeza necessária (até 31 de maio), sendo os custos imputados ao proprietário ou entidade responsável. Existe ainda a possibilidade de o município delegar esta tarefa à junta de freguesia.

Na eventualidade de não ser possível realizar a cobrança, então segue-se um processo de execução fiscal, que pode resultar em coimas elevadas.

Leia ainda: Registo de terrenos: porque devo registar o meu terreno até 2023

Quais as multas que podem ser aplicadas?

No que diz respeito a multas, saiba que, por não limpar devidamente os seus terrenos, arrisca-se a uma multa que varia entre 280 e 10 mil euros para pessoas singulares. Já se se tratar de uma pessoa coletiva, as multas vão desde os três mil euros até aos 120 mil euros. Estes valores enquadram-se no regime excecional aplicável para 2021 (assim como para 2019 e 2020) sendo que duplica o valor das coimas originais, previstas no Decreto-Lei n.º 124/2006.

Leia ainda: Investimento sustentável: investir e ajudar o planeta

Se o meu terreno arder, o que devo fazer?

Apesar de esta ser a situação mais indesejável, ninguém está a salvo, por mais cuidados que se tenha. Assim, se tiver a infelicidade de um dos seus terrenos arder, enquanto proprietário, tem a responsabilidade de retirar todos os materiais que foram destruídos pelo incêndio.

Relativamente a esta remoção, também existem regras. Como proprietário, deve garantir que os materiais removidos respeitam uma faixa mínima de 25 metros à volta das faixas de circulação rodoviária, incluindo todos os lados.

Leia ainda: Mudanças climáticas: A importância de adaptarmos consumos

Sabe de algum terreno que não cumpre as regras?

Na eventualidade de ter conhecimento de algum terreno em que não tenha sido realizada nenhuma limpeza, deve informar a Câmara Municipal, para que a situação seja resolvida. Em alternativa, pode também ligar para o 808 200 520, o número do Serviço de Atendimento Telefónico SOS Ambiente e Território. Este número de telefone está disponível 24 horas por dia, incluindo fins de semana. Pode ainda utilizar o serviço online para informar a GNR sobre a ocorrência, preenchendo o formulário que é disponibillizado para o efeito.

Leia ainda: Cuidados a ter quando se compra um terreno para construir casa

Ainda tenho dúvidas sobre a limpeza dos terrenos, onde me devo dirigir?

Se permanece com alguma dúvida relacionada com a limpeza dos terrenos, pode contactar o Gabinete Técnico Florestal ou o Gabinete de Proteção Civil da sua Câmara Municipal. Já se tiver dúvidas relacionadas com a legislação, pode ser útil consultar a área de "Perguntas e Respostas" de uma página de ajuda fornecida pelo Governo.

Caso não saiba como proceder à gestão dos combustíveis, pode contactar diretamente o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) ou acompanhar a informação que é disponibilizada no site da instituição.

Leia ainda: Terrenos urbanos: uma nova forma de gerar rendimentos

Partilhe este artigo
Artigos Relacionados
Ver todos
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)