Seguros

8 Seguros menos conhecidos

Sabia que existem seguros para eletrodomésticos? Conheça neste artigos 8 seguros menos comuns e que podem ser úteis na sua vida familiar.

Patrícia Neves Patrícia Neves , 4 Junho 2020

O mercado dos seguros não pára de crescer e, hoje em dia, é possível fazer um seguro a praticamente tudo. Como forma de chegar a todos os nichos, as seguradoras têm vindo a apresentar pacotes de seguros cada vez mais diversificados e específicos para diferentes tipos de pessoas, situações ou objetos. Nesse sentido, há tipos de seguros que talvez desconheça, pela sua novidade, especificidade ou mesmo por não serem tão comuns. 

Estes seguros são geralmente de menor valor, quando comparados a um multirriscos, por exemplo, ou a um seguro de vida. Mas há ofertas que podem ser interessantes para o consumidor . 

Vamos dar-lhe a conhecer alguns desses seguros.

Seguro: o que é e que tipos existem

Um seguro é um contrato, no qual uma das partes, o segurador, tem a obrigação de indemnizar a outra, o segurado, caso aconteça algum imprevisto. Em troca, o segurador recebe do segurado um prémio, ou um pagamento periódico. 

Nascem da necessidade de proteção e de prevenção contra a incerteza do futuro. Os sentimentos de insegurança em relação ao que ainda não aconteceu é basicamente o que leva uma pessoa a procurar formas de se proteger a si, à sua família e ao seu património. 

Os seguros mais comuns

Se comprou uma casa com recurso a crédito habitação já conhece pelo menos dois seguros: o da multirriscos e o de vida. Os seguros de saúde também são bastante conhecidos hoje em dia, uma vez que muitas empresas já os incluem nos benefícios dos colaboradores. E se tem um carro, tem que ter, obrigatoriamente um seguro automóvel. 

Estes são, provavelmente, os seguros mais conhecidos atualmente. Mas esta é apenas uma pequena parte da gama de seguros que existem.

De uma forma geral, a oferta em termos de seguros divide-se entre oito categorias:

  • Vida;
  • Saúde;
  • Habitação;
  • Veículos; 
  • Viagens;
  • Acidentes Pessoais; 
  • Acidentes de Trabalho;
  • Animais Domésticos.

Sabia que existem seguros direcionados para os eletrodomésticos? E que algumas apólices são válidas apenas por um dia? Há ainda seguros que servem propósitos muito específicos e outros que protegem proprietários.

O objetivo deste artigo não é passar a pente fino todos os tipos de seguros existentes, mas sim, dar a conhecer alguns seguros que talvez desconheça. 

Leia mais: 8 Coisas que precisa de saber sobre os seguros de vida 

Planos de proteção para eletrodomésticos e equipamentos informáticos

Imagine que está a trabalhar no computador, ao mesmo tempo bebe um café ou um chá, e sem querer entorna a bebida para cima do equipamento. O computador desliga-se e nunca mais o consegue voltar a ligar. Já não tem garantia, o que pode fazer? Nesta situação, terá que pagar o arranjo do computador do seu bolso ou, caso não compense, adquirir um novo. Se tivesse um destes seguros o arranjo poderia estar assegurado, bem como todas as despesas inerentes ao trabalho do técnico. 

Para situações como esta, as lojas vendem opções de proteção dos equipamentos, quer em termos de roubos como de reparação. No universo dos planos de proteção para eletrodomésticos e dispositivos informáticos encontramos dois tipos de seguros: extensão de garantia e seguros de danos e roubo.

A extensão da garantia prolonga a duração desta, ou seja, se contratar esta opção, para além dos dois anos de garantia, poderá estender a proteção até um ou três anos, conforme o plano que escolher e mediante a oferta disponível. Pode fazer sentido num eletrodoméstico de grande valor, como um frigorífico, uma televisão ou mesmo uma máquina fotográfica. Caso venha a ter algum tipo de avaria após os dois anos, com a extensão fica mais protegido relativamente a possíveis problemas que possam surgir ao nível do funcionamento dos mesmos. 

Relativamente aos seguros de danos e roubo, estes são muitas vezes utilizados na compra de telemóveis de elevado valor, computadores, máquinas fotográficas, etc. Ou qualquer outro equipamento na realidade. Geralmente são válidos durante um ou dois anos e durante este tempo se houver má utilização do equipamento com consequente avaria - algo que não é salvaguardado pela garantia - o seguro cobre o arranjo ou a substituição. 

Além disso, ainda no campo do arranjo, mais direcionado para os eletrodomésticos existem outros seguros que também pode adquirir e que cobrem avarias que possam ocorrer quando já não existe garantia e que podem ser subscritos em qualquer altura, não apenas no ato da compra.

Por um valor por mês, ou por ano, garante que caso o eletrodoméstico avarie basta accionar o seguro, não precisa de pagar mais nada. Esta modalidade pode ser vantajosa na medida em que só a deslocação de um técnico à sua residência para verificar um fogão, ou uma máquina de lavar, por exemplo, ronda os 50 euros. E claro, ao valor da deslocação ainda acresce depois a reparação do equipamento.

Assim, com estes seguros, ao pagar entre 15 e 20 euros por mês, fica dispensado de outros encargos.

Ler mais: 9 formas de poupar na compra de um eletrodoméstico

Seguros temporários

À semelhança dos seguros de viagem que têm uma data de início e de fim, existem algumas modalidades de seguro que podem ser contratadas para apenas um dia, por exemplo.

São utilizados, essencialmente, em eventos de curta duração, como caminhadas, corridas, ou atividades. É necessário haver seguros de acidentes pessoais para os participantes e nestas situações é solicitado um seguro apenas para o dia da atividade. Por outro lado, para os monitores ou responsáveis da iniciativa é solicitado um seguro de acidentes de trabalho, também este apenas para o dia em questão. 

Os valores do prémio destes seguro variam, obviamente, tendo em conta o grau de risco da atividade. Se estivermos a falar de um desporto radical o valor do prémio será muito mais elevado do que o de uma caminhada. 

Proteção para ciclistas

Se existe seguro automóvel, porque não existir também um seguro bicicleta? Há cada vez mais pessoas a aderir a este meio de transporte e é nesse sentido que surge este produto, disponibilizado por algumas seguradoras.

Este tipo de seguro cobre despesas médicas resultantes de um acidente, danos causados em terceiros, danos na bicicleta e despesas de funeral. Além disso, alguns oferecem, ainda, a possibilidade de localizar a pessoa em caso de queda, através de uma aplicação. 

Assim, para quem utiliza muito este meio de transporte, quer seja em lazer ou em contexto de trabalho, pode ser interessante subscrever um produto deste género, que lhe confira segurança não só para si como também para o veículo. 

Ler mais: Existem seguro para ciclistas e para bicicletas?

Seguros específicos para a mulher

Também para as mulheres, existem tipos de seguro exclusivos para elas. Na sua essência são seguros de vida mas que neste caso oferecem cobertura de doenças graves femininas do foro oncológico. Estes produtos podem ser encontrados apenas em algumas seguradoras, pelo que não são propriamente um tipo de seguro.

Na ocorrência de uma situação de doença grave, este seguro liberta metade do valor do capital principal, servindo de apoio financeiro. 

Seguros de acidentes pessoais para todas as carteiras

O setor dos seguros dos acidentes pessoais é bastante conhecido, porém, pouco reconhecido pela maioria dos portugueses. Ou seja, já tendo seguro do carro, da casa e de vida associado à casa, grande parte das pessoas não vê a necessidade de recorrer a mais um seguro.

Os seguros de acidentes pessoais cobrem todo o tipo de acidentes que possam ocorrer na esfera privada das pessoas, fora do trabalho por exemplo. Em caso de morte é pago o capital contratado aos beneficiários, em caso de acidente as despesas médicas são reembolsadas e se houver alguma incapacidade é também atribuído um subsídio, ou um valor para fazer face a essa situação. 

A oferta neste campo é imensa. Por isso, se tiver interesse em subscrever um produto deste género, procure obter informação sobre mais do que um e compare-os, a fim de perceber qual é o que fará mais sentido para si. 

Seguro para empregados domésticos

Sabia que se o seu empregado doméstico tiver qualquer tipo de acidente enquanto limpa a sua casa, a responsabilidade é sua? O seguro de acidentes de trabalho para este tipo de funções é obrigatório por lei e, é nesse sentido, que existem estas ofertas nas seguradoras. 

A cobertura inclui o horário de trabalho bem como as deslocações da pessoa. Quer tenha um contrato por escrito ou não, deve contratar um seguro de acidentes de trabalho para a pessoa que trabalha na sua casa, seja a tempo inteiro ou parcial. 

Neste tipo de seguros o valor do prémio é calculado tendo em conta o número de horas de trabalho que o empregado realiza e do seu salário, portanto, mais uma vez, o melhor é simular num website de uma seguradora, por exemplo ou dirigir-se a uma loja. 

Tipos de proteção para proprietários e inquilinos

No campo do arrendamento também surgiu a necessidade  de existir algum tipo de proteção. Do lado do inquilino, caso venha a ficar em situação de desemprego, este seguro garante-lhe o pagamento da renda. Do lado do proprietário, este fica descansado que não fica sem receber o valor da renda.

Estes tipos de seguros podem ser contratados quer por um quer por outro e o valor do prémio vai depender da quantidade de rendas que pretende assegurar e do valor pago mensalmente. 

Já no caso de proprietários de alojamento local, existem produtos especialmente desenhados para estes espaços turísticos. Deve sempre ver as diversas coberturas e obter um seguro que previna situações que podem prejudicar o seu negócio. São uma excelente forma de não só proteger o seu património, como os seus colaboradores e qualquer incidente que possa ocorrer com os hóspedes. 

Seguros contra riscos cibernéticos

Num mundo cada vez mais digital e mais ligado faz todo o sentido começarem a surgir planos de proteção para as empresas ao nível da segurança cibernética. Os ataques informáticos são cada vez mais frequentes e é neste âmbito que surgem produtos que funcionam contra intrusões, contra roubo de dados e sequestro de computadores. 

Algo que é comum entre todos é o facto destes seguros cobrirem as consequências financeiras da perda de dados dos clientes ou funcionários.

É melhor prevenir do que remediar

Na prática, hoje em dia pode-se fazer seguros de praticamente tudo e, muitos destes, acabam por se mostrar bons investimentos. 

É importante ter em mente que o seguro de vida associado ao crédito habitação, no caso de morte ou incapacidade, apenas lhe paga a casa. Alguns tipos de seguro de vida podem ser muito proveitosos caso algum dos membros da família fique sem ordenado. 

De qualquer forma, cada caso será um caso. Portanto, procure perceber quais são os seguros que fazem sentido no seu caso e que não representam um encargo financeiro demasiado pesado para si. 

Leia ainda: 

Partilhe este artigo
Tem dúvidas sobre o assunto deste artigo?

No Fórum Finanças Pessoais irá encontrar uma grande comunidade que discute temas ligados à Poupança e Investimentos.
Visite o fórum e coloque a sua questão. A sua pergunta pode ajudar outras pessoas.

Ir para o Fórum Finanças Pessoais

Deixar uma resposta (Podemos demorar algum tempo até aprovar e mostrar o seu comentário)